Haverá uma PRIDE HOUSE na Rússia durante a Copa do Mundo



São Petersburgo - Rússia

Haverá uma PRIDE HOUSE na Rússia durante a Copa do Mundo



Apesar das políticas anti-LGBT da Rússia, os organizadores estabelecerão uma Pride House em São Petersburgo. 


Traduzido e adaptado por Sergio Viula
Do artigo escrito por Trudy Ring para The Advocate
21 de abri de 2018



Apesar da lei russa conhecida como lei anti-propaganda gay, haverá uma Pride House (Casa do Orgulho LGBT) no país durante a Copa do Mundo de 2018.

A casa proverá um espaço acolhedor e seguro para visitantes LGBT em São Petersburgo, conforme reportagem do USA Today. Os organizadores russos contam com o apoio de grupos internacionais, mas não com o governo russo.

O governo rejeitou pedidos de organizações que desejavam abrir uma Pride House nos Jogos de Socchi em 2014, apesar de outros anfitriões olímpicos terem permitido Pride Houses antes. Porém, de acordo com o USA Today, os planos para a Pride House na Copa da Rússia parecem estar avançando.

A Rússia aprovou uma lei nacional em 2013 proibindo a "propaganda de relações sexuais não-tradicionais" — lei que vem sendo usada para impedir a menção positiva a questões ou pessoas LGBT e tem sido usada como pretexto para perseguir membros da comunidade sexodiversa e transgênera da Rússia. Uma pesquisa feita por um site de apostas descobriu que 39 por cento dos respondentes achavam que era "provável ou altamente provável" que turistas LGBT fossem alvos de ataques durante a Copa do Mundo, reporta o USA Today.

Fare, uma organização que combate a discriminação no mundo do futebol, está preparando um guia sobre como manter-se a salvo durante a Copa do Mundo na Rússia. O torneio será iniciado em 14 de junho e encerrado em 15 de julho.

LEIA TAMBÉM:

História LGBT na Rússia (descubra coisas que você talvez nunca tenha visto por aí).

Comentários