Costa Rica: Vitória de presidente pró-casamento igualitário contradiz a expectativa das pesquisas

Carlos Alvarado, eleito presidente da Costa Rica em março.


Com uma vitória que contradisse todas as pesquisas de intenção de voto, o costa-riquenho Carlos Alvarado, candidato que apoia o casamento igualitário, derrotou seu adversário evangélico que pregava contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Carlos Alvarado, 38, é um romancista e ex-ministro do trabalho, e assumirá o gabinete presidencial da Costa Rica no dia 8 de maio com 61 por cento dos votos válidos apurados em 95% das urnas.

As pesquisas de intenção de voto prediziam a vitória do pregador evangélico Fabricio Alvarado, 43, que disparou na liderança na primeiro turno em fevereiro, depois de se opor à decisão de uma corte internacional que apoiou o casamento igualitário no país. 

Carlos Alvarado, agora eleito, apoiou a decisão da corte internacional e prometeu tirar a religião do meio do governo. O novo presidente também promete equilibrar as contas no país. O ajuste fiscal será uma meta para o gabinete presidencial. O país foi rebaixado em quatro posições por agências de avaliação de crédito ao longo dos últimos cinco anos. 

É gratificante ver a Costa Rica dar um retumbante não às tentativas de interferência de fundamentalistas religiosos no governo e na sociedade costa-riquenhos. 

Comentários