ÁUSTRIA APROVA O CASAMENTO IGUALITÁRIO!


Por Sergio Viula

A Áustria, terra natal de homens fabulosos como Mozart, Schubert, Strauss, Wittgenstein, Freud, mas também de um dos mais vis humanos que já pisaram nesse planeta - Adolf Hitler - acaba de aprovar o casamento homoafetivo. A decisão foi da Suprema Corte austríaca, que considerou discriminatória a lei que permitia as uniões civis para pessoas do mesmo sexo, mas impedia que estas pudessem estabelecer matrimônios. 

Os casamentos homoafetivos começarão a ser celebrados a partir de 2019.

A decisão foi tomada hoje, terça, 05/12/17.

A Áustria agora se junta a outros países da Europa, como Alemanha, França, Reino Unido e Espanha, que permitem que homossexuais se casem.

Sobre a lei das uniões civis (2009), a Suprema Corte da Áustria declarou o seguinte:

"O efeito discriminatório resultante é visto no fato de que o título diferente do status da família força as pessoas vivendo em relações de mesmo sexo a declarar sua orientação sexual mesmo em situações em que isso não é e não pode ser relevante e (...) têm grandes chances de serem discriminados".

O Partido Popular, conservador, e o Partido da Liberdade, da extrema-direita, que negociam para formar um governo de coalizão e se opõem ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, não se manifestaram imediatamente após a decisão - informa a agência Reuters.

Já, nós, pessoas LGBTQIA+ e nossos amigos/aliados, celebramos efusivamente a decisão da Suprema Corte austríaca e consideramos extremamente relevante o fato de que os direitos dessa comunidade estão sendo reconhecidos e garantidos no mesmo país de onde saiu um de seus mais vorazes inimigos e líder de um movimento cancerígeno para o tecido político-social como poucos já vistos - o nazismo. Se ele pudesse saber e reagir, estaria se revirando entre os vermes que já o devoraram há muito tempo.

Parabéns, Áustria! Parabéns especialmente à comunidade LGBTQIA+ da Áustria, sucessora de tantos que já foram perseguidos e mortos por simplesmente serem quem são e por viverem seu amor.

Comentários