Corpo de Rogéria está sendo velado no Teatro João Caetano

Por Sergio Viula

Rogéria - fonte: Glamurama/UOL



Morreu no Rio de Janeiro aos 74 a cantora e atriz Rogéria. 

Travesti orgulhosa de sua masculinidade que via a mulher que ela apresentava ao público como uma criação artística, Rogéria quebrava tabus por todos os lados.

Maquiadora, ela trabalhou com Bibi Ferreira, Elis Regina, Ângela Maria, entre outras.

Durante a ditadura no Brasil, Rogéria mudou-se para Paris. Posteriormente, ela ganhou fama no teatro, na TV, no cinema, na TV. Rogéria dizia, com a ironia que lhe era típica, que era a travesti da família brasileira.

Seu último trabalho foi no filme DIVINAS DIVAS, produzido por Leandra Leal para comemorar os 80 anos do Teatro Rival.

Rogéria vai deixar saudades.

Comentários