Disney apresenta mães lésbicas e interraciais e 'causa' nos EUA

Doc McStuffins,  cartoon da Disney, apresenta mães homoafetivas e interraciais


A informação veio através do site Pink News. O texto original é de Nick Duffy e foi escrito em 7 de agosto de 2017.



O casal é dublado por Wanda Sykes e Portia de Rossi


Uma série de cartoons da Disney, chamada Doc McStuffins, apresentou um casal interracial de lésbicas, e já tem organização ultraconservadora e fundamentalista "pirando na batatinha". De acordo com o site Pink News, a organização One Million Moms (Um Milhão de Mães) não está nem um pouco feliz.

Pela primeira vez, um programa classificado como Disney Junior, apresentou um casal homoparental.

O episódio, intitulado O Plano de Emergência (The Emergency Plan), centrou-se em ensinar as crianças sobre o que fazerem em caso de terremoto.

Em vez dos costumeiros pai e mãe, porém, a Disney apresentou duas mães  dubladas por Wanda Sykes e por Portia de Rossi – que tentam reunir sua família depois do desastre natural.

A sexualidade das duas mães não era o foco principal, mas a diversidade LGBT não passou despercebida.

Enquanto a GLAAD (Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação) elogiou o "invoador" episódio, um grupo que faz campanha anti-LGBT, chamado Um Milhão de Mães. atacou o estúdio por apresentar um casal homoparental.

As infames autoproclamadas censoras de TV, que apesar de terem "um milhão" no nome, não passam de 3.722 adeptas  a maioria feita de homens seguidores pelo Twitter  alegou que o programa estava corrompendo as crianças e induzindo-as ao "estilo de vida" homossexual. 





Parte de suas declarações preconceituosas vieram em forma de ameaça:

“Se os seus produtores continuarem a manter esse episódio como originalmente planejado, minha família não terá outra escolha, exceto não assistir mais o canal Disney Channel em nossa casa para que possamos evitar as prévias e os comerciais desse episódio irresponsável, assim como quaisquer reprises do episódio."

“Não permitirei o Disney Channel na minha casa, a menos que vocês produzam programação familiar."



A criadora do show, Chris Nee, defendeu energicamente o episódio.


Chris Nee - criadora de Doc McStuffins

Nee disse: "Eu sempre vejo Doc McStuffins como um programa sobre o que significa aceitar todo mundo como parte de nossa comunidade."

“Como parte uma família de duas mães, tenho orgulho de ter um episódio que reflete o mundo do meu filho, e que mostra que amor é amor em McStuffinsville.”

Sarah Kate Ellis do GLAAD disse: “Crianças como as minhas merecem ter a chance de ver suas famílias refletidas na TV, e o episódio simplesmente faz isso de um modo belo e positivo.

“Programas como esse refletem nosso mundo real, e hoje incluem as muitas crianças sendo criadas por pais gays e mães lésbicas que vão todos celebrar a história.”

Comentários

  1. Uma família homoafetiva e ainda por cima interracial é demais para essa gente hipócrita e preconceituosa! Como diz o ditado: " os cães ladram e a caravana passa."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Cecília. E vai ser cada vez mais difícil para os hipócritas viver as hipóteses que tradicionalmente têm vivido. Quem sabe, eles melhoram? ;)

      Beijos.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.