Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2017

Casal lésbico ganha mais de 3 milhões de dólares depois que o filho reclamado pelos pais biológicos foi assassinado pelo pai

Imagem
Casal lésbico ganha mais de 3 milhões de dólares depois que o filho foi reclamado pelos pais biológicos e assassinado pelo pai


O casal disse que o advogado agiu negligentemente em não suspender os direitos parentais dos pais biológicos

O casal pensava que estava começando uma família, mas os pais biológicos tinham outros planos.

23 de agosto de 2017
Por Joe Morgan Gay Star News Tradução: Sergio Viula



Um casal lésbico ganhou milhões de dólares depois que seu filho adotivo foi reclamado pelos pais biológicos e morto pelo pai;

Heidi e Rachel McFarland, do estado de Iowa, levaram o menino Gabriel, com quatro meses de nascido, do hospital para casa, acreditando que aquele seria o começo de sua família feliz.

Depois que o casal ajudou a cortar o cordão umbilical, elas passaram cada momento acordadas com Gabriel até que ele foi devolvido aos pais biológicos.

"Era como se ele soubesse instantaneamente", disse Rachel McFarland, "que nós éramos suas mães".

Mas apenas 11 dias antes q…

Protagonista trans na telona: Uma mulher fantástica.

Imagem
Atualização em 07 de setembro de 2017:
Já está em cartaz em 13 cinemas no Brasil.
Faixa etária: 14 anos.

Veja aqui: ingresso.com





Imperdível!

Pense num filme com uma protagonista transgênera. Pensou? Agora, imagine essa mulher trans perdendo seu parceiro e tendo que enfrentar a família dele até para garantir seu direito de sofrer o luto. Então, esse filme existe e será exibido nos cinemas brasileiros a partir do dia 7 de setembro. Trata-se de “Uma Mulher Fantástica”, vencedor do prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Berlim 2017.

O longa conta a história de Marina, uma mulher trans. Quando seu parceiro morre, ela se vê diante da raiva e do preconceito da família dele. Ela luta por seu direito de sofrer - com a mesma energia ininterrupta que ela exibiu quando lutou para viver como uma mulher.

Dê uma olhada no trailer:


https://youtu.be/_5dwogj-5t8


Não perca a estreia, que será no feriado da Independência do Brasil.

Divulgue as fotos-chamadas para o filme em suas redes sociais, especialmente Face…

Austrália: Três drag queens metem a porrada em homofóbicos violentos

Imagem
Homofóbicos violentos tomam um pau bem dado por três drag queens australianas



Por Sergio Viula Com informações de Timothy Rawles Community Editor na SDGLN (San Diego Gay and Lesbian News)


Da esquerda para a direita: Ivy Leaguee, Coco Jumbo, e Vybe foram chamadas de "anjos".


Três drag queens australianas, conhecidas como Ivy Leaguee, Coco Jumbo, e Vybe, caíram no braço com agressores homofóbicos que bateram em um jovem. 
O rapaz teria defendido as drag queens contra as injúrias do grupo de homofóbicos.
As meninas decidiram não deixar barato para os espancadores.
Foto: Ivy Leaguee - Facebook
Ivy disse que "aqueles garotos se cagaram, pois não estavam preparados para algumas drag queens em cima deles". 
Ivan Flinn diz ter sido vítima de um ataque homofóbico na rua Oxford, em Sydney Foto: Benedict BrookSource: Supplied

De acordo com o LGBTQ Nation, Ivan Flinn (o rapaz de boné), 34, saiu de um bar na rua Oxford à meia-noite do dia 6 de agosto. Eles estavam num bairro predomina…

Escócia: Adoções por casais do mesmo sexo dobra em três anos

Imagem
Casais do mesmo sexo dobram número de adoções em apenas três anos na Escócia.

Por Sergio Viula Com informações de
Jessica Glass (Pink News)



Os números revelados esse mês demonstram que as adoções por casais homoafetivos na Escócia dobraram entre 2013 e 2017, informa Jessica Glass no site Pink News.
Foram 97 adoções por casais homoafetivos na Escócia até agora, o que pode indicar que a centésima adoção poderá ser anunciada ainda esse ano. As estatísticas vêm da National Records Scotland, que identificou um aumento no índice de adoções homoparentais de 4,4 % em 2015 4,4% para 5,7% em 2016. Enquanto em 2012/2014, foram apenas 14 adoções homparentais, em 2015/2016, esse número chegou a 30.
Casais homoafetivos passaram a poder adotar na Escócia em 2009, seguindo legislação semelhante na Inglaterra e no País de Gales em 2005. A República da Irlanda também aprovou a adoção homoparental, só que em 2015, com o significativo placar de 20 votos a favor e apenas 2 contra no senado.

AD JUNIOR: Como o CQC ajudou Bolsonaro.

Imagem
Siga o canal dele:https://www.youtube.com/channel/UCp82xap4vLMay1_dvt2QpkQ

Por Sergio Viula
Recomendo muito o vídeo abaixo. Ele foi produzido por AD Junior, jovem jornalista, corajoso e engajado na luta por igualdade sempre contemplando a diversidade humana.
Por causa desse vídeo, ele tem sido alvo de ataques de neonazistas, bolsominhos, supremacistas brancos, homofóbicos e outros desequilibrados. Bolsonaro atrai esse tipo de gente da mesma maneira que dejetos viscerais atraem moscas.
Assista e tire suas próprias conclusões.


Sobre o nazismo e outros fascismos - uma importante exortação de 2 minutos

Imagem
Legenda: "Eu escapei dos nazistas uma vez. Vocês não me derrotarão agora."


Ouça abaixo:

Desde o ataque neonazista, com apoio da Ku Klux Klan, em Charlotte, muita gente vem empurrar o cerne do problema para baixo do tapete. e o cerne do problema é o FASCISMO, a vontade de uniformizar o que é diverso, de apagar a pluralidade do que é plural, de subjugar grupos sociais com marcadores de raça, orientação sexual, gênero, nacionalidade, entre outros em nome de uma supremacia que não tem nada de suprema, exceto sua suprema burrice! Chamo atenção para algo simples, mas fundamental, que tem sido ignorado por muita gente em debates intelectualmente pobres e moralmente hipócritas.



Nota de repúdio contra atos fascistas na Universidade Federal de São Paulo em 11 de agosto

Imagem
NOTA DE REPÚDIO 
Manifestamos nosso mais profundo repúdio ao que ocorreu na Universidade Federal de São Paulo, Campus Baixada Santista, na noite de 11 de agosto de 2017, durante a Audiência Pública convocada pelo Conselho Estadual da Condição Humana para discutir o texto do Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos de São Paulo. 
Desde às 18h o campus foi ocupado por policiais, muitos fardados e inicialmente armados (foi exigido que guardassem as armas). A calçada do portão principal ficou abarrotada de viaturas da Polícia Militar. A comunidade acadêmica que ali se encontrava para as atividades diárias tinha pouca informação a respeito e ficou estarrecida quando soube que se tratava de uma audiência em que seriam definidos os rumos da educação em direitos humanos e, mais ainda, quando compreendeu que os policiais militares (que a esta altura chegavam a quase cem) defendiam a proposta de eliminar conteúdos fundamentais à educação pública. Estes bradavam por “direitos humanos aos hum…

Dia dos Pais: um podcast.

Imagem
Uma mensagem sobre paternidade.

Primeira: https//t.co/SOHQiTumme

Parte final: https://t.co/tCQCBcpkIs

Você pode ouvir o podcast inteiro no vídeo abaixo:



https://youtu.be/U82zsSzJFfs


Faço só uma correção, que por vício de memória, saiu errado. Eu tinha acabado de falar de Esaú. Depois, falei de Jonathas, filho de Saul, e acabei usando o nome de Esaú por engano. Nada que altere a "tese". 😊

Casal nepalês faz história com o primeiro casamento trans do país

Imagem
A linda Monika Shahi Nath e seu marido Ramesh Nath Yogi  se casaram em maio, e fizeram história.



Por Sergio Viula

Com informações de Shannon Power

Para o Gay Star News em 08/08/17



Casal nepalês faz história com o primeiro casamento trans do país

'Outros como eu também deveriam ter o direito de casar com a pessoa que eles amam.'



A completa efetivação do primeiro casamento oficial entre uma pessoa transgênero e uma pessoa cisgênero deve acontecer em breve, segundo o site Gay Star News.

A jovem Monika Shahi Nath e seu marido Ramesh Nath Yogi se registraram e tiveram a licença para casamento garantida em maio na região oeste do Nepal.

O casal falou à imprensa no sábado passado e disse que seu casamento foi aceito em seu distrito natal.

O Nepal não reconhece o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas reconhece pessoas trans como sendo do terceiro sexo, que é o gênero oficial de Mônica em seus registros.

Eu consegui registrar meu casamento com meu marido', disse Nath à imprensa, segun…

Disney apresenta mães lésbicas e interraciais e 'causa' nos EUA

Imagem
Doc McStuffins,  cartoon da Disney, apresenta mães homoafetivas e interraciais


A informação veio através do site Pink News. O texto original é de Nick Duffy e foi escrito em 7 de agosto de 2017.



O casal é dublado por Wanda Sykes e Portia de Rossi

Uma série de cartoons da Disney, chamada Doc McStuffins, apresentou um casal interracial de lésbicas, e já tem organização ultraconservadora e fundamentalista "pirando na batatinha". De acordo com o site Pink News, a organização One Million Moms (Um Milhão de Mães) não está nem um pouco feliz.

Pela primeira vez, um programa classificado como Disney Junior, apresentou um casal homoparental.

O episódio, intitulado O Plano de Emergência (The Emergency Plan), centrou-se em ensinar as crianças sobre o que fazerem em caso de terremoto.

Em vez dos costumeiros pai e mãe, porém, a Disney apresentou duas mães –dubladas por Wanda Sykes e por Portia de Rossi – que tentam reunir sua família depois do desastre natural.

A sexualidade das duas mães não e…

Novo curta da Pixar sobre um garoto saindo do armário está bombando na Internet. Assista.

Imagem
Novo curta da Pixar sobre um garoto saindo do armário está bombando na Internet. Assista.


By Stella

Traduzido por Sergio Viula


Peguem seus lencinhos de papel – você vai precisar deles depois de assistir In a Heartbeat. É uma nova animação, tipo curta metragem, lançada via Internet, e super necessária no clima de intolerância e ódio hoje em dia.

A animação In a Heartbeat foi organizada pelos estudantes da faculdade Arte e Desenho de Ringling (Ringling College of Art and Design) Beth David e Esteban Bravo como tese de animação digital no fim do curso, mas agora viveu para além de um dia de projeto escolar. A animação aborda um jovem lutando para se reconciliar com seus sentimentos por um bonito colega, um tópico ainda não explorado por um filme de animação, e representa um coração palpitante que implora para se tornar o novo mascote da Pixar. Em apenas 4 minutos, a animação captura a experiência de incontáveis jovens LGBTQ, e mostra a eles que não há o que temer.

Os estudantes da Flórida…