IDAHOT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS FEDERAIS - VÍDEOS

Deputado Paulão, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados Federais



Por Sergio Viula


No dia 17 de maio de 2017, o Deputado Jean Wyllys e a Deputada Erika Kokay promoveram uma sessão solene e a projeção do filme HOMENS DE BEM, seguida de uma mesa com filósofa e articulista Marcia Tiburi e com os diretores do documentário “Entre os Homens de Bem”, Carlos Juliano Barros; e Caio Cavechini.

Mais tarde, na plenária, Jean se pronunciou sobre o  Dia de Combate à LGBTfobia e a necessidade da Câmara reconhecer e proteger os direitos dos cidadãos LGBT, obtendo uma declaração de compromisso por parte do deputado Rodrigo Maia, que havia adiado várias vezes o encontro com lideranças LGBT que o aguardavam naquela Casa por ocasião dos eventos, compromisso esse que se refere a pautar os temas que são encaminhados à votação no tocante a questões de relevância para a comunidade LGBT.

Os vídeos abaixo foram divididos em blocos para que possam ser assistidos aos poucos, uma vez que a sessão solene e as mesas com convidados duraram mais de uma hora cada. Assista e divulgue. São discussões extremamente relevantes para a inclusão e o reconhecimento da cidadania LGBT e combate à LGBTfobia.















17/05/2017 - 09h06

Direitos Humanos debate crimes contra LGBTs

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias realiza audiência pública, nesta quarta-feira (17), sobre o Dia Internacional Contra a LGBTfobia, contra os crimes de ódio e em homenagem a Renildo José dos Santos. Santos, homossexual assumido, era vereador do município de Coqueiro Seco, em Alagoas, e foi barbaramente assassinado em 1993.
O debate foi sugerido pelo deputado Paulão (PT-AL). Ele lembra que, no dia 4 de junho de 2010, foi assinado o decreto presidencial que excluiu a homossexualidade da classificação internacional de doenças (CID). “O dia passou a constituir-se num marco da mobilização nacional pelo fim do preconceito”, afirma.
Segundo o parlamentar, um levantamento do Grupo Gay da Bahia aponta que mais de 5.000 pessoas foram assassinadas nos últimos anos por causa de sua orientação sexual e identidade de gênero. Além disso, de 2013 a 2014, um gay foi morto a cada 28 horas no País, e em 2016, foram registrados 312 homicídios de LGBTs.
“A audiência pública será uma oportunidade para as redes nacionais e órgãos de estado apresentarem aos parlamentares suas análises e possíveis soluções a esse grave quadro de violação de direitos humanos”, afirma o parlamentar.
Foram convidados:
- a procuradora federal dos Direitos do Cidadão (MPF), Deborah Duprat;
- a representante do Grupo de Resistência de Travestis e Transexuais da Amazônia (Gretta), Symmy Larrat;
- o presidente da Associação Brasileira de Lésbicas Gays Bissexuais Travestis e Transexuais, Carlos Magno;
- a secretária-geral da Aliança Nacional LGBTI, Patrícia Mannaro;
- o defensor regional de Direitos Humanos no DF, Eduardo Nunes de Queiroz;
- o diretor do documentário "Entre homens de bem", Carlos Juliano Barros;
- o presidente do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos LGBT, José Carlos Bueno do Prado.
O debate será realizado às 14 horas, no plenário 9.

A reunião poderá ser acompanhada ao vivo pela WebCâmara.

Da Redação - RL

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'

Fonte dessa ma´téria: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/DIREITOS-HUMANOS/534526-DIREITOS-HUMANOS-DEBATE-CRIMES-CONTRA-LGBTS.html


COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS
17/05/17 - DIA DE COMBATE À LGBTfobia







































Comentários