Grupo no Facebook levanta mais de 100 mil dólares para ajudar homens gays na Chechênia

Ativista gay que segurava um guarda-chuva com as cores da bandeira LGBT é detida pela polícia durante marcha do Dia do Trabalhador no centro de São Petersburgo, na Rússia, nesta segunda-feira, dia 1º de maio de 2017 (Foto: Dmitri Lovetsky/AP) - via Jornal O Globo



Com informações de: NBC OUT
28 de abril de 2017
Título original:
Facebook Groups Raise Over $100,000 to Help Gay Men in Chechnya
by MARY EMILY O'HARA

Parcialmente traduzido por Sergio Viula


Dois fundraisers (levantadores de recursos) conseguiram arrecadar mais de 100 mil dólares para a crise humanitária LGBTQ na Chechênia.

Um deles, chamado “Ajudando Homens Gays a Fugirem da Chechênia” (em inglês,"Helping Gay Men Flee Chechnya") levantou 93 mil e 499 dólares em apenas seis dias. O outro arrecadou mais de 20 mil em cinco dias.

A chamadas das campanhas foram lançadas no Facebook dos dois fundraisers, e toda a arrecadação será destinada à organização American Friends of Rainbow Railroad — um braço americano sem fins lucrativos da organização canadense que trabalha para ajudar pessoas LGBTQ na crise de refugiados.


Um manifestante em paris segura uma placa mostrando o presidente russo Vladimir Putin com a frase “Acabe com a Homofobia” ("Stop Homophobia") para denunciar a campanha anti-gay lançada pelo governo na província russa da Chechênia (20 de abril, 2017) – por Ian Langsdon / EPA

O diretor executivo do Rainbow Railroad, Kimahli Powell, disse ao NBC News que seu grupo está trabalhando diretamente com uma Rede LGBT Russa “para ajudar a trazer as pessoas que fugiram da Chechênia para a Rússia em segurança."

Svetlana Zakharova, gerente de comunicações da Rede LGBT Russa (Russian LGBT Network), confirmou que as duas organizações estão trabalhando juntas.

Relatos de uma campanha patrocinada pelo Estado começaram a aparecer quando homens chechenos começaram a ser presos por serem suspeitos de serem gays ou bissexuais — o que é um enorme tabu na Chechênia. O jornal independente russo Novaya Gazeta reportou primeiro que 100 homens haviam sido presos, detidos e torturados, com três mortes confirmadas, e 20 homens mortos pela polícia.

Tanto autoridades russas como chechenas têm negado essas alegações. A Chechênia é parte da federação russa, mas sua história violenta e sua reputação como uma região muçulmana anti-Estado-Isâmico gerou um relacionamento complicado com o Kremlin e com o presidente russo Presidente Vladimir Putin.

PARTICIPE DO BEIJAÇO LGBTQ ONLINE PROMOVIDO PELO SSEX BBOX. 

VEJA MAIS AQUI: 

*
*
*
*

Texto integral (em inglês) aqui: http://www.nbcnews.com/feature/nbc-out/facebook-groups-raise-over-100-000-help-gay-men-chechnya-n752586

Comentários