O site da Casa Branca agora só menciona "gay" uma vez - e você nunca vai imaginar onde.


O site da Casa Branca agora só menciona "gay" uma vez - e você nunca vai imaginar onde.


Por Derek de Koff
Traduzido e levemente adaptado por Sergio Viula.






Não é um fato alternativo: A administração Trump não perdeu tempo em renovar o site da Casa Branca, imediatamente descartando a página dedicada aos direitos LGBT, mas certificando-se que exista uma dedicada à joalheria QVC de Melania (até ser retirada depois que eles foram avisados de que isso não era permitido).

Mais aqui (em inglês): White House still has no LGBT page, but it does have one dedicated to Melania’s QVC jewelry line

Páginas dedicadas às mudanças climáticas, direitos civis e saúde também foram removidas.

Mais aqui (em português): A página sobre direitos LGBT da Casa Branca já foi deletada.

Agora, ao se pesquisar pela palava "gay", há somente uma ocorrência em todo o site da Casa Branca, e não é o mesmo "gay" que levava você a essa página. Ao contrário, a palavra é usada no sentido arcaico que expressava "alegre e jovem excentricidade" (i.e., "Vamos ao pique-nique agora, Gertrude, pois lá haverá guloseimas sortidas, corridas de saco, e descontraída (gay) frivolidade será encontrada lá."

A página, dedicada a Grace Coolidge, Primeira Dama do 30º Presidente Calvin Coolidge (1923-1929), está escrita como se não tivesse sido revisada ou mesmo olhada desde que aquele homem ocupou o cargo, e inclui a passagem abaixo:


À Grace Coolidge seja creditada plena participação na ascensão de seu marido na política. Ela trabalhou duro, manteve as aparências, participou de atividades na cidade, participou de sua igreja, e, compensava a timidez dele com uma descontraída (gay) simpatia.

Ela “manteve as aparências” e “compensou a timidez dele.” Existe uma inclinação abertamente moderna e uma tendência feminista, para não dizer o contrário. Infelizmente, essa é a extensão de "simpatia aos gays" que esperávamos da presidência de Trump.

E, sim, nós checamos: As entradas para "LGBT" e "LGBTQ" também são zero.

Comentários

  1. Lamentável, mas essa indiferença, essa exclusão ao tema LGBT por parte do governo Trump já era de se esperar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Katita. O que incomoda é ver gente em negação, tipo "vamos dar uma chance a ele", "vamos ver se isso é só porque está se acomodando ainda no gabinete".

      A gente já conhece a música pela primeira nota. ;)

      Beijos,
      Sergio

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.