George: Um dos maiores defensores dos direitos LGBT do mundo, de acordo com o The Independent.


George Michael (nascido em 25 de junho de 1963 e falecido em 25 de dezembro de 2016) foi um cantor, músico, compositor e produtor inglês. Michael ficou famoso na década de 80 quando formou a dupla Wham! com um amigo da escola, Andrew Ridgeley. Seu primeiro disco solo foi "Careless Whisper", lançado enquanto ele ainda estava no dueto e vendeu cerca de seis milhões de cópias no mundo todo. Michael vendeu mais de 100 milhões de discos ao redor do mundo até 2010. Na foto, ele está com seu namorado Fadi Fawaz.


Por Sergio Viula


Eu havia acabado de publicar uma retrospectiva 2016 do Blog Fora do Armário no dia anterior. No final da retrospectiva, eu dizia algo, tipo: "Confiram o blog, porque já deve ter notícia fresquinha lá." O que eu não podia imaginar é que antes de 2016 finalmente desaparecer no horizonte, um dos meus cantores favoritos de todos os tempos suspiraria pela última vez. George Michael, cantor que me arrebatava quando eu tinha meus 20 anos de idade, teve o que se pode chamar, de acordo com pessoas mais próximas, de uma morte tranquila.

Dando uma olhada na mídia internacional, especialmente a inglesa, encontrei um artigo de Ryan Hooper, escrito onze horas antes desse post aqui no Fora do Armário. No artigo, ele dizia como "George Michael tem sido elogiado por seu trabalho como um proeminente defensor dos direitos gays".

De acordo com o jornalista, o cantor morreu de falência cardíaca no Dia de Natal, aos 53 anos, tendo sido um fervoroso apoiador dos assuntos relacionados às pessoas LGBT, com alguns de seus trabalhos mais famosos fazendo referências à sua própria sexualidade. 

Não posso deixar de dizer que uma de suas músicas que mais apelam aos meus sentidos é Freedom. Amo esse hit e já usei em vídeos meus, inclusive de formatura de alunos meus.

George Michael saiu publicamente do armário logo depois de ter sido preso em abril de 1998. O motivo é risível: participação em "ato lascivo". 

E como isso aconteceu? Um policial disfarçado teria seduzido George ao balançar o pênis de modo provocativo em frente ao mictório de um banheiro público de Beverly Hillls. A pergunta que fica é: Por que isso não se constitui num "ato lascivo" quando praticado por um policial? E por que não se trata de uma verdadeira baixaria para um agente da lei sair por aí à caça de um gay que dê uma segunda olhada para uma pemba balançando de propósito só para atraí-lo? Provocar o ato que vai gerar cadeia já praticando o ato mesmo que se quer punir. Como assim? 

Bem, a polícia deve ter coisa mais séria para fazer, mas alguns policiais simplesmente se divertem com esse tipo de coisa. 

E você acham que isso seria o fim para George Michael? Não! De modo algum! Ele fez um clip dentro do mesmo banheiro e fardado como policial! Vocês entendem por que adooooro esse cara?



Ele pagou 500 libras de multa e 80 horas de serviço comunitário pelo incidente e virou manchete no tabloide The Sun com uma tirada que fazia alusão à canção "Wake me up before you go go", mas dessa vez a manchete era Zip Me Up Before You Go Go (tradução: Suba meu fecho eclair antes de ir).




Mais tarde, George Michael disse: "Eu nunca tive problema moral com o ser gay".

De acordo com o The Independent, Michael certa vez disse: "Eu achei que tivesse me apaixonado por um mulher algumas vezes. Então, eu me apaixonei por um homem, e percebi que nenhuma daquelas coisas havia sido amor."

George Michael foi apaixonado por um rapaz brasileiro chamado Anselmo Feleppa. Michael estava com seus vinte e poucos anos. Ele ficou muito deprimido quando Anselmo morreu em função de complicações relacionadas ao HIV.

Ele disse: "Eu tive meu primeiro relacionamento aos 27 anos porque eu não havia realmente me resolvido em relação à minha sexualidade até os 24".

Companheira de campanhas pró-LGBT, a cantora americana Miley Cyrus, disse: "Já sinto sua falta! Obrigado por seu ativismo radical na comunidade LGBTQ! Amo você sempre!"

Digo o mesmo. George Michael sempre foi um ícone para mim. Saudades. Goodbye, handsome. :(

*Não deixe de ver a retrospectiva 2016 (LGBT). Confira abaixo:



------------------------------------------

RETROSPECTIVA 2016 (LGBT)
foradoarmario.net

Comentários