Paralimpíadas: Primeiro atleta paralímpico assumidamente gay a carregar a bandeira de seu país é britânico



Por Sergio Viula
Com informações do GayTimes

O cavaleiro Lee Pearson foi a primeira pessoa gay a carregar a bandeira da Grã-Bretanha na cerimônia da abertura dos Jogos Paralímpicos no Rio semana passada.

Com 12 medalhas paralímpicas, incluindo 10 de ouro, conquistadas em Sydney, Atenas, Pequim e Londres, o cavaleiro é um astro do hipismo.

“Escolher um cara gay para ocupar essa posição é uma enorme honra", disse Lee depois de saber da novidade.

“Estou tão orgulhoso dos meus amigos atletas. Que nação maravilhosa nós temos - temos tantos personagens diversos, religiões e raças diferentes", acrescentou ele.

“Talvez, eles não tenham considerado o fato de eu ser gay. E se foi assim, isso significa que avançamos ainda mais quando as pessoas não se preocupam com isso."

“Eu não quero que eles pensem: 'Ah, ele é um cara gay, vamos dar uma chance a ele'."

Lee foi nomeado ao acaso por seus colegas atletas para carregar a bandeira de seu país na cerimônia de abertura.

Nas paralimpíadas, Lee foi escolhido para carregar a bandeira da Grã-Bretanha, mas nas olimpíadas a jogadora de Hockey Kate Richardson-Walsh, que é casada com sua parceira de time, Helen, tornou-se a primeira atleta homoafetiva a carregar a bandeira na cerimônia de encerramento das Olimpíadas.

A meta da equipe britânica é de 121 medalhas nas paralimpíadas do Rio. Será que vão conseguir esse feito? Desejamos boa sorte a todos e todas, é claro.

As paralimpíadas serão encerradas no dia 18 de setembro.

Comentários