Já que um deputado cínico diz que só precisam definir o que é homofobia para aprovar o projeto de lei que criminaliza a homofobia, Felipe Neto explica.


Domingo passado, o Fantástico fez uma matéria muito séria sobre a homofobia no Brasil. Entre os entrevistados, estava o deputado Marco Feliciano que cinicamente disse que criminalizariam a homofobia se o projeto definisse o que é homofobia. Minha gente, o cara só não é mais cínico por falta de espaço. 

Decidi dar uma mãozinha. Resgatei aqui esse vídeo do Felipe Neto, produzido há bastante tempo, mas super oportuno. Sugiro que você, meu caro leitor ou leitora, assista o vídeo calmamente do início ao fim. E se alguma coisa que ele disser doer em você, provavelmente será um indicativo de que é preciso urgentemente resolver essa homofobia escondida em algum canto escuro da sua mente. Não se defenda do rótulo de homofóbico, mas livre-se do conteúdo. Sem proteger qualquer traço de homofobia no pensamento, na fala ou em outros atos que não o de falar, você poderá finalmente dizer com honestidade que não é homofóbico.

Isso vale para qualquer outro tipo de preconceito. Não o proteja para se defender, livre-se dele para realmente ser uma pessoa melhor.

Se você não viu o Fantástico domingo passado, veja o programa antes de assistir o vídeo do Felipe Neto. Será fundamental para a compreensão do que estou dizendo aqui através de ambos.

A MATÉRIA DO FANTÁSTICO ESTÁ AQUI: 


AGORA ASSISTA O QUE O FELIPE NETO DIZ
SOBRE HOMOFOBIA:



Comentários