Dia dos Namorados: Um casal lindo que frequenta o Blog Fora do Armário

O amor nem sempre é a estrada mais fácil e reta, 
às vezes ele é montanhoso e difícil, mas a visão de cima compensa o esforço! 
Contra todos, a nosso favor!
Gustavo & Ivan.


Queridxs Leitorxs do Blog Fora do Armário,

Lembram que eu fiz uma chamada pelo Facebook, pelo Twitter e aqui pelo blog para que o pessoal que estivesse namorando, fosse trans, bissexual, lésbica ou gay enviasse fotos com seus respectivos amores para marcar o Dia das Namoradas e dos Namorados? 

Pois bem, não vingou. kkkkk

Pensei que fosse ter mais adesão, porque ano passado, por causa da campanha de O Boticário e da polêmica do Malafento tribufento, fiz uma chamada de apoio à marca e muita gente LGBT e algumas pessoas heterossexuais participaram. Confiram aqui

Mas a proposta era diferente esse ano. E talvez algumas pessoas tenham ficado sem jeito de se mostrarem em público. É possível que muitas leitoras e muitos leitores estejam solteiros, sem namoradxs ou até mesmo casadxs há tanto tempo que não se empolguem mais com essas "infantilidades" de amor romântico que ainda cativam Sergio Viula, apesar de não ser mais criança.

Mas será que existe idade ou tempo de relacionamento que tire o gosto de um bom romance. Duvido. Ele pode amadurecer e até ficar mais sereno, mas nunca menos gostoso se os dois cultivam esse amor com carinho e dedicação.

Daí, tive a grata surpresa de receber essa mensagem linda do Ivan Rebouças, que me enviou também a belíssima foto que vocês podem ver acima com a legenda que está logo abaixo dela. Claro que amei de cara a mensagem e a foto. 

Trocamos mensagens por e-mail e Ivan me brindou com um lindo relato pessoal. Vou resumi-lo aqui para não expor detalhes desnecessários, mas vale a leitura. 

Ivan me contou que foi casado até os 38 anos com uma mulher numa relação conjugal que durou 10 anos. A relação acabou e a esposa saiu de casa, levando o filho para morar a 800 km de distância, no sul do Brasil. A família o abandonou e ele ficou quase um ano e meio sem falar com o pai e com a irmã, que o defendeu no início, mas depois encrencou por causa do seu relacionamento com Gustavo, 20 anos mais novo, e - pasmem! - quem passou a aceitá-lo numa boa, assim com o relacionamento dele também, foi a ex-esposa. Hoje Ivan vê o filho sempre que pode, já com 3 anos de idade. 

Ivan se refere ao parceiro como "minha paixão" e ao filho como"luz da minha vida". Ele diz que tem dias bons e dias de choro, por pensar que ele construiu um mundo sobre areia que se foi. Contudo, ele mesmo diz o seguinte:

"Estou aqui do alto do meus 40 anos, recomeçando do zero, mas com o coração verdadeiro a mim mesmo. Vamo que vamo!"

Ivan e Gustavo, obrigado por compartilharem sua história com o Blog Fora do Armário. A história de vocês é de superação e desejamos que vocês sejam sempre muito felizes juntos e que o filho de Ivan encontre nos dois todo carinho que um pai e seu marido podem lhe dar. E que a mãe também seja feliz, encontrando amor nos braços de outro homem que também só acrescente mais felicidade a esse lindinho que enche a vida de vocês de alegria.

E, cá entre nós, Ivan, nossa história tem muita coisa em comum. Fico orgulhoso de que você tenha encontrado o caminho de volta para si mesmo. Seja sempre feliz. Abraço forte para você e para o Gustavo.

Sergio Viula

Comentários