A Rússia rejeita projeto de lei que pretendia punir com cadeia gays que demonstrassem afeto ou saíssem do armário

O comitê rejeitou projeto de lei que puniria pessoas gays com prisão na Rússia 

Traduzido e adaptado por Sergio Viula


Uma comissão da câmara baixa da Assembleia Federal Russa (Duma), rejeitou o projeto de lei que pretendia tornar o "sair do armário" para jovens e o beijar em público atos passíveis de punição com prisão.


A Duma russa votaria esta semana uma medida que proibiria todas as demonstrações públicas de afeto entre casais do mesmo sexo.


A legislação sugeria punições para casais do mesmo sexo que fossem pegos beijando ou segurando as mãos em público.


De acordo com a agência RBC News, a Comissão sobre Legislação Constitucional e a Construção do Estado rejeitou o projeto de lei.


A agência disse que a comissão rejeitou a legislação "principalmente devido ao fato de que, de uma perspectiva legal formal, o projeto de lei era analfabeto".


A Rússia tem sido criticada por reprimir os direitos das pessoas LGBT desde que aprovou uma lei proibindo a promoção de "relações sexuais não tradicionais" para menores.


Nota deste blogueiro: a lei referida no parágrafo anterior tem sido usada para perseguir pessoas LGBT por qualquer coisa. Nas Olimpíadas, por exemplo, Putin enquadrou nessa lei até atletas que ostentassem símbolos com as cores da bandeira do arco-íris. Mesmo assim, alguns ousaram. :)


A notícia é do site PinkNews e continua em inglês aqui:

http://www.pinknews.co.uk/2016/01/18/russia-rejects-bill-to-punish-hand-holding-and-coming-out-with-jail/

*************

A HISTÓRIA LGBT NA RÚSSIA É RIQUÍSSIMA.

Comentários