Veja como foi o evento promovido pelo AAUSA na Universidade Rural

Palestra e mesa anteriores à minha: laicidade no ensino e ensino religioso nas escolas. Auditório cada vez mais cheio e plateia participativa.

Gosto sempre de fazer um follow-up dos eventos dos quais participo, seja como plateia ou palestrante. O de ontem (18/09/15) na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro não poderia deixar de receber o mesmo tratamento. Pelo contrário, organizadores e participantes merecem todo o reconhecimento e congratulação, porque o evento foi simplesmente fantástico!

Chamei minha irmã Kátia Viula para ir comigo. A Universidade Rural não fica nada perto da nossa casa ou dos lugares que costumamos frequentar, mas isso não foi fator desencorajador. Pelo contrário, o tema "sexualidades diversas e a influência da religião nas escolas" era suficientemente atrativo para um cara como eu: humanista secularista, educador e ativista LGBT sempre que possível. Chegamos mais cedo e pegamos o final da mesa que antecedia a minha palestra e mesa. O nível do debate estava ótimo! O tema era a laicidade da educação e o ensino religioso nas escolas.

Quando terminou, os alunos foram para o refeitório e outros afazeres. O auditório esvaziou. A impressão era que não teria praticamente ninguém no horário das 20:00. Foi justamente o contrário, a fila para inscrição - era gratuito, mas conferia certificado de participação - estava tão grande que o evento foi atrasado em mais de 20 minutos para dar conta de assentar o pessoal.

Welbert de Souza Cabral, um dos organizadores e responsável pela moderação das mesas, fez a primeira apresentação, conceituando diversidade sexual e identidade de gênero. Logo em seguida, fiz minha apresentação com slides para facilitar o acompanhamento, uma vez que teria 30 minutos para falar, seguidos de tempo para intervenções pelos componentes da mesa e perguntas do público. A participação foi incrível! Deu para perceber que as pessoas compreenderam a seriedade do tema e se sentiram desafiadas a fazer sua parte, uma vez que muitos ali serão professores, além de pais e mães.

Katia Viula, que tinha ido só para assistir, foi convida por Welbert a fazer parte da mesa e representar o segmento lésbico. Ela também foi professora da rede pública durante anos e pôde contribuir com reflexões e pontuações interessantes.

Raphael Oliveira, que atua no segmento LGBT e estuda na Universidade Rural, fez ótimas ponderações, mesmo tendo priorizado os convidados externos - o que foi extremamente gentil da prate dele. Mas todas as suas colocações foram valiosas sob diversos aspectos.

Muitos estudantes e visitantes se expressaram ao longo dos blocos de perguntas e intervenções, tornando o debate bastante democrático. Um dos casos mais pitorescos foi o de um rapaz que é casado com outro cara. Esse cara é filho de um padre. E a irmã dele (gêmea) é lésbica. Achei o máximo os paradoxos. Ouvimos também o depoimento de pessoas que se livraram da sujeição a discursos opressores e castradores quanto à sua homossexualidade, bissexualidade e fluidez de gênero.

Resumindo, o evento, encabeçado por uma organização ateísta (AAUSA) para discutir laicidade, educação, diversidade sexual, identidade de gênero, direito à autodeterminação, inclusão, entre outras coisas, foi democrático, respeitoso sem fugir do que poderia ser controverso para algumas pessoas, foi um sucesso total. E o que mais me entusiasma é que essa rapaziada toda terá a oportunidade de aplicar o que tem visto e pensado na universidade em suas profissões e em seu dia a dia.

Parabéns ao AAUSA, à Universidade Rural, aos professores e convidados externos que participaram das mesas ou deram palestras, aos alunos que compareceram em massa, bem como aos visitantes que foram ao evento por interesse nos temas e vontade de trocar conhecimentos e experiências.

A quem não foi por uma razão ou outra, fica o incentivo a que participe dos próximos.

Lembrando que eu tenho uma coluna no site do AASA todos os domingos. Você pode ser avisado cada vez que a coluna for atualizada (é uma vez por semana apenas) se curtir a fan page "Coluna do Viula no Site do AASA" que está no Facebook.

Comentários

  1. Foi muito bom mesmo! Adorei ter participado deste momento especial e mais ainda de perceber tamanha interação dos alunos com o tema proposto e com os convidados que compuseram a mesa. Parabéns aos organizadores e ao corpo discente!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.