O culto da mãe perfeita é diabólico, diz Elisabeth Badinter


Nota: Desculpem. Havia posto o link errado. Agora está OK. Aproveitem a entrevista.

Simplesmente fantástica essa entrevista com a filósofa e escritora Elisabeth Badinter. Assista aqui: http://veja.abril.com.br/multimidia/video/o-culto-da-mae-perfeita-e-diabolico-com-as-mulheres-afirma-elisabeth-badinter/

Comentários

  1. Entrevista muito interessante! Vale a pena assistir. Elisabeth Badinter quebra paradigmas quanto ao papel social da mulher, em especial a função materna. Destimifica a mãe e a humaniza de uma forma que pode chocar alguns, mas nem por isso suas percepções deixam de ser verídicas e facilmente constatáveis na prática materna. Elisabeth Badinter teve uma boa mestra: a feminista francesa Simone De Beauvoir.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.