FEROZES DEPRAVADOS - por Claudio Pfeil

FEROZES DEPRAVADOS
(Claudio Pfeil)

Um eleito do Front National, partido de extrema direita francês, comparou a homossexualidade à zoofilia. O deputado deve lá ter suas razões pessoais, portanto não vou entrar no mérito da comparação.

Todavia, sob o duplo prisma filosofico-psicanalítico, extraio dessa relação, no mínimo inusitada, duas constatações que saltam aos olhos:

Quanto mais irreflexivo - leia-se idiota - se é, mais se pretende meter o bedelho na vida alheia.
Quanto menos em dia se está com o própria sexualidade - leia-se "gozo não/mal tratado" - mais se é levado a denegrir as formas do gozo alheio, a classificá-las pejorativamente, a tutelá-las sob a égide moralista.

Idiotice e gozo não tratado constituem em si mesmos um grave problema. Quando combinados, o que frequentemente acontece, tornam-se um terrível veneno. Há que se ter sempre muito cuidado: quem dele se alimenta, quer porque quer fazê-lo provar a todos. Custe o que custar.

O preço, todos nós sabemos qual é: que tal jogar mais um "animal depravado" do alto do prédio?

E o que é pior: cada vez mais gente batendo palma. Estes sim, ferozes depravados.
https://www.facebook.com/diariodeumanalisando
Diário De Analisando Paris

Comentários