Malásia: ex-vice Premier da Malásia é condenado por sodomia


Anwar Ibrahim chega ao tribunal para o julgamento - AP

A Suprema Corte da Malásia confirmou a condenação do líder da oposição do governo, Anwar Ibrahim, por sodomia. Ibrahim foi condenado a cinco anos de prisão sob a acusação de ter se relacionado sexualmente com um assessor.

A oposição liderada por Ibrahim teve um sucesso histórico nas eleições legislativas em 2008. Ele já havia sido condenado por sodomia em 1990, depois de ser vice-premier da Malásia. Ibrahim foi absolvido em 2012 pela Suprema Corte, mas a absolvição foi anulada em março do ano passado. A defesa recorreu da decisão e caso voltou a julgamento.

Segundo o líder da oposição, tudo isso não passa de uma tentativa do governo de eliminar qualquer ameaça  contra sua própria estabilidade. O governo é o mesmo há 50 anos nesse país muçulmano, sendo o atual primeiro ministro o senhor  Najib Razak.


E isso não é difícil de entender. Como colocar na cadeia uma pessoa idônea? Se não há nada do que se possa acusa-la, o que fazer? Num país com leis anti-sodomia, basta que se convença ($$$) um homem que diga que foi assediado pelo acusado. Isso, aliás, não é exclusividade desse governo da Malásia. 

Comentários