Carlos Ramos, candidato a Deputado Federal por São Paulo, e os direitos LGBT



Álbum de fotos de campanha no Facebook: 


Carxs Amigxs,

Todxs nós vivemos cotidianamente as injustiças e perseguições que são dirigidas contra a população LGBT no Brasil. Infelizmente, a homotransfobia é um fenômeno muito recorrente em nosso país, um comportamento que precisa ser fortemente combatido em todas as frentes.

Para mudarmos essa situação, é preciso garantir leis de defesa e proteção da população LGBT

Por isso venho pedir sua ajuda para se eleger Carlos Ramos como nosso Deputado Federal. Carlos Ramos está comprometido com a pauta de defesa e promoção dos direitos LGBT, assumindo publicamente os compromissos de:

1. Dedicar-se na apresentação e aprovação de projetos de lei que visem incrementar os direitos civis da população LGBT, entre os quais:

1.1. criminalização da homotransfobia, igualando-os aos crimes de racismo;

1.2. votar favoravelmente ao Projeto que trata do Casamento Civil Igualitário;

1.3. votar favoravelmente a projetos que visem facilitar os procedimentos cartoriais para que travestis, transexuais e transgêneros possam adotar seu nome social;

1.4. votar contrariamente a quaisquer projetos que visem diminuir direitos civis da população LGBT;

1.5. apoiar a aprovação do Estatuto da Diversidade Sexual;

1.6 Lutar para que o Plano Nacional de Educação preveja que seja dever das escolas promover, entre outras, a igualdade de orientação sexual e de gênero;

2. Apoiar financeiramente, por meio de emendas parlamentares e outras verbas, ações que promovam a cidadania e os direitos civis LGBT;

3. Manter um canal de diálogo permanente com a população LGBT, por meio da implantação, ao longo do mandato, de um Fórum Permanente de Discussões e Proposições sobre Direitos Humanos, Reconhecimento e Diversidade e por meio da RedeVoto3132, uma ferramenta virtual de contato entre o candidato e a população.

Por esses motivos, peço seu voto. No dia 05 de outubro, para DEPUTADO FEDERAL, vote Carlos Ramos, vote 3132.

Abraço,

Justo Favoretto Netto

------------------------------------------

COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO


Justo Favoretto Netto, autor da carta, foi vítima de homofobia em 2006, mas conseguiu que seu agressor fosse condenado a pagar indenização em 2008.  Foi o primeiro caso no Brasil.  
Saiba mais aqui: 


Comentários