Vange Leonel se foi. Uma perda sem reparação.

Vange Leonel




O Brasil perde uma das pessoas mais criativas, inteligentes, sensíveis e empenhadas na construção de uma sociedade mais justa. A cantora, escritora e ativista LGBT Vange Leonel faleceu segunda-feira, dia 14 de julho, aos 51 anos. 

Vange morava em São Paulo e era casada há 28 anos com a jornalista Cilmara Bedaque. Um câncer no ovário foi o que provocou sua morte. 

Cilmara Bedaque em momentos de alegria com Vange Leonel
Um beijo especial e muita força nessa hora para Cilmara, agora viúva. Não é fácil encontrar o outro lado da cama sem a pessoa que a acompanhava na deliciosa jornada do sono e nas trocas que o amor conjugal pode proporcionar. 



Conheça duas obras de Vange Leonel que a Editora Brejeiras Malagueta coloca à disposição do público. A obra do artista é o que fica para seu público. 

Veja abaixo:

Balada para as meninas perdidas


As sereias da Rive Guache


Comentários