Pastor que promovia o movimento ex-gay é preso por molestar garoto

 

Pastor que promovia o movimento ex-gay é preso por molestar garoto

texto adaptado por sergio viula a partir de informações fornecidas por  JOSH MIDDLETON  |  JULY 16, 2014 AT 12:49 PM.

O pastor Duane Youngblood de Homestead, Pennsylvania, Estados Unidos, era conhecido por encabeçar o movimento “ex-gay” - ou da “cura gay” como é mais conhecido no Brasil. Ele também escreveu o livro Freedom from Homosexuality: No Longer Living the Lie. Agora, o defensor da "cura gay" e opositor dos direitos da comunidade LGBT está sendo acusado de ter molestado um garoto durante dois anos e meio – período em que o menino fazia aconselhamento com ele na igreja. Mais na CBS Pittsburgh:

O garoto, agora com 21, disse à polícia que o assédio acontecia no gabinete da igreja, no banheiro e num salão nos fundos da igreja.

A vítima disse à polícia que o abuso começou em 2009 e terminou em 2011, quando ele era calouro na universidade e disse ao pastor Youngblood que não queria mais ser aconselhado por ele. (Nota deste blogueiro: curiosamente, o sobrenome do pastor Youngblood significa sangue jovem em inglês. Aham... sei...)

O pastor, segundo a vítima, pedia que o garoto não contasse à mãe, “porque não queria encrenca.”

A CBS lembra que esse não seu primeiro delito. Em 2006, ele foi acusado de molestar um garoto de 15 anos, e foi sentenciado a uma sentença alternativa e posto em sete anos de liberdade condicional.

Já deu para perceber que aqueles que perseguem os legítimos direitos dos cidadãos LGBT são exatamente os doentes e criminosos que abusam da boa fé dos outros, boa só no nome, porque se fosse boa mesmo não seria tão tola. Quem acredita em “cura gay” tem algum problema sério a resolver, seja de ordem puramente intelectual (burrice) ou de outras ordens: psicológica, psiquiátrica, psicanalítica. Quem é gay, lésbica ou bissexual, seja cisgênero ou transgênero, e está de bem com a vida nunca será vítima desses canalhas disfarçados de benfeitores.


SOBRE ESSE TEMA, LEIA: Em Busca de Mim Mesmo




Comentários