A Noite Gay Está Morta? - diretamente de Nova York.

The Advocate: A Noite Gay Está Morta – Vida Longa à Vida Noturna Gay

Fonte: The Advocate


Alguns dizem que a cena festiva gay está desaparecendo, mas outros dizem que ela está apenas evoluindo para attender às necessidades de seu público.

BY JUSTIN LUKE AND JOHN BLAIR
Publicado na Revista the advocate em 16 de abril de 2014




Quase 2.000 caras se perdem em meio à música espetacular. Eles batem seus pés, tomam um gole de suas bebibas, fecham os olhos, e levantam as mãos ao som da gloriosa batida. Não, essa não é uma cena do seriado Queer as Folk ou mesmo do Roxy Saturdays há uma década. Esse é o visual que você pode esperar encontrar em nossa atual dance party semanal, VIVA, todos os sábados no Stage 48 da mais nova vizinhança gay de Nova York – Hell’s Kitchen (Cozinha do Inferno).

Como você já pode imaginar, é muito difícil para mim ler o recente avalanche de artigos lamentando a morte da vida noturna gay depois de tomar um gole do meu margarita e fazer o melhor que posso para me espremer através dessas pistas de dança apinhadas no VIVA. De onde me encontro, a vida noturna gay parece estar indo muito bem, como nunca antes. Está até melhor em alguns aspectos.

A vida gay de Nova York não está morta – apenas mudando. E muitos daqueles que alegam que ela está morta simplesmente não mudaram com ela. Gostaria de esclarecer as coisas e convidar você para visitar o VIVA e ver por si mesmo.

Só dar uma olhada nas principais áreas metropolitanas como Nova York e Los Angeles, por exemplo, já prova que a vida noturna gay não está morta. Ela simplesmente se espalhou.

Se você sair numa noite qualquer da semana em Nova York (escolha o bairro: East Village, West Village, Hell’s Kitchen, Harlem, Washington Heights) ou West Hollywood, você encontrará diferentes bares e lounges lotados até o teto com homens gays. Cada local oferece algo diferente: um show de drags aqui, um show de stripper ali, uma festa do bigode acolá, uma festa de fetiche ginger mais adiante. Já se foi o tempo em que os homens gays só tinham um lugar para ir. Essa foi a era das mega-festas. Mas a batalha por igualdade avançou e as metrópoles se tornaram mais gay-friendly, e muitos novos negócios gays surgiram.

Agora, os homens gays de Manhattan têm à sua escolha mais de 25 bares gays (sem contar os bairros ao derredor) onde você poder ir toda noite. Existem ainda as mega-festas como o VIVA aos Sábados, mas hoje em dia existem mais opções para cada dia. E isso não é ruim. A variedade tempera a vida. Uma noite você quer um mega-clube superlotado, e numa outra noite você só quer assistir as divas da Brodway colecionando notas.

Alguns podem argumentar que os apps para encontros gays estão suprindo a necessidade de encontros para homens gays, mas eu não acho que aqueles apps mataram coisa alguma. Sim, você pode encontrar um cara mais rapidamente do que conseguir um táxi no Uber ou pedir uma salada no Seamless. E sim, boates gays sempre foram base da cena de encontros. E daí?

Se você levar parceiros sexuais para casa, você vai se transformar num eremita. Boates oferecem muito mais do que a chance de encontrar alguma ‘ação’. Sair é uma experiência social. Na melhor das hipóteses, sair permite que você avalie o cara no qual está interessado em vez de confiar num selfie que ele selecionou.



Coincidentemente, aqueles mesmos apps também têm ajudado os clubes a tornarem-se menos “pegativos”. Os caras que só vinham para trepar agora fazem isso em casa. As pessoas nas boates hoje estão lá por uma série de razões: perder-se na música, conhecer novas pessoas, passar tempo com os amigos, beber e ficar doido, e, sim, fazer pegação.

Então, você pode pedir as comprar pelo Fresh Direct, mas às vezes simplesmente deseja examinar o melão antes de decidir compra-lo. Os clubes proporcionam exatamente isso. E, francamente, apps de encontro vão às festas também, porque os frequentadores estão geralmente ligados em seus apps de encontro enquanto estão no bar ou na pista de dança. Não é um ou outro – é uma combinação dos dois.

A questão central é o fato de que todas as coisas boas tem que chegar ao fim. Sim, os dias lendários do clube gay Splash se foram, mas foi um caso de progressão natural. O Splash foi um negócio por quase 25 anos. O que mais dura tanto? Ninguém pensava que a Broadway havia acabado para sempre quando Cats ou Les Misérables foram encerrados. Ninguém pensa que o cinema acabou porque um filme blockbuster virou DVD. As coisas abrem; as coisas fecham. No mesmo período em que o Splash fechou, cinco novos bares apareceram e incontáveis novas festas surgiram em locais não tradicionalmente, não exclusivamente, gays.

A multidão que vai às festas hoje simplesmente quer novos visuais, novos locais, novas pessoas, novas experiências. Um clube gay de tempo integral não é mais sustentável, mas grande noites gays exclusivas estão florescendo em diferentes locais. Pequenos lounges e bares gays com programação inteligente e promoções também. Você pode encontrar 12 bares gays no Hell’s Kitchen antes de caminhar um quilômetro e meio. Festas acabam. Bares fecham. Clubes são encerrados. Mas outros aparecerão constantemente para ocuparem seus lugares. É como sempre foi, e continuará sendo.

A vida noturna gay não está morta. Ela não está sequer morrendo. Enquanto os homens gays viverem e respirarem (e graças ao progresso da igualdade LGBT, mais e mais homens gays estão saindo dos armários todos os dias), eles vão querer e precisar de algum lugar onde ir beber, dançar, socializar e esquecer seus dias e vidas estressantes.

Não, a vida noturna gay não está morta. Ela está florescendo e mudando e continua dinâmica e excitante como nunca. Agora, aqui vai uma boa notícia que merece ser celebrada. Encontrarei você para um drink na pista de dança.



JUSTIN LUKE e JOHN BLAIR são promotores de festas noturnas na cidade de New York.



------------------
PERGUNTA DESTE BLOGUEIRO

E você? Qual é seu clube, boate ou festa noturna favorita? Diga o nome e a cidade, por favor. 

Qual foi a última vez que você saiu para se divertir à noite?

Responda nos comentários. ;)

*****************

PARTICIPE DESSE SORTEIO. 

É FÁCIL. BASTA CLICAR ABRIR ESSA FOTO E CURTI-LA NO FACEBOOK. OS DETALHES ESTÃO LÁ TAMBÉM: 

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=249281525247231&set=a.249281591913891.1073741827.249277758580941&type=1&theater 

******************

Um flashback que canta sobre a vida noturna.
Marcou época!






I Love The Nightlife

Please don't talk about love tonight.
Please don't talk about sweet love.
Please don't talk about being true
and all the trouble we've been through.
Ah, please don't talk about all of the plans
we had for fixin' this broken romance.
I want to go where the people dance.
I want some action ... I want to live!

Action ... I got so much to give.
I want to give it. I want to get some too.

Oh, I ... Ohhh I ... I love the nightlife,
I got to boogie on the disco 'round, oh yea.
Oh, I love the night life,
I got to boogie on the disco 'round, oh yea.

Please don't talk about love tonight.
Your sweet talking won't make it right.
Love and lies just bring me down
when you've got women all over town.
You can love them all and when you're through,
maybe that'll make, huh, a man out of you.
I got to go where the people dance.
I want some action ... I want to live!

Action ... I got so much to give.
I want to give it. I want to get some too.

Oh, I ... Ohhh I ... I love the nightlife,
I got to boogie on the disco 'round, oh yea.
Oh, I love the night life,
I got to boogie on the disco 'round, oh yea.

Oh, I love the night life,
I got to boogie on the disco 'round, oh yea.
Oh, I love the night life,
I got to boogie on the disco 'round, oh yea.
I love the night life,
I got to boogie on the disco 'round, oh yea.

























































Adoro a Vida Noturna
Por favor, não fale de amor esta noite.
Por favor, não fale de doce amor.
Por favor, não fale sobre ser verdadeiro
E todas as dificuldades que passamos
Ah, por favor não falar de todos os planos
Que fizemos para concertar este romance equivocado
Quero ir onde as pessoas dançam.
Quero alguma ação ... Eu quero viver!


Ação ... Tenho muito para dar.
Eu quero dar e também receber alguma coisa


Oh, eu ... Ohhh eu ... Eu amo a vida noturna,
Eu tenho que me embalar na disco, ah sim
Ah, eu adoro a vida noturna,
Eu tenho que me embalar na disco, ah sim


Por favor, não fale de amor esta noite.
Suas doces palavras não farão as coisas melhorarem.
Amor e mentiras apenas me deprimem
Quando você tem mulheres por toda a cidade.
Você pode amá-las todas e quando você estiver acabado,
Talvez isto faça surgir de você um outro homem
Eu tenho que ir onde as pessoas dançam.

Quero alguma ação ... Eu quero viver!

Ação ... Eu tenho muito para dar.
Eu quero dar e também receber alguma coisa


Oh, eu ... Ohhh eu ... Eu amo a vida noturna,
Eu tenho que me embalar na disco, ah sim
Oh, eu adoro a vida noturna,
Eu tenho que me embalar na disco, ah sim


Oh, eu amo a vida noturna,
Eu tenho que me embalar na disco, ah sim
Ah, eu adoro a vida noturna,
Eu tenho que me embalar na disco, ah sim
Eu adoro a vida noturna,
Eu tenho que me embalar na disco, ah sim

Comentários