Um dia mágico em Buenos Aires

Terça-feira, 04/03/2014


Hoje foi um dia mágico em Buenos Aires. Começamos tomando um café da manhã na companhia de um casal de brasileiros que veio de Campina Grande, PB. O encontro se deu graças à falta de mesas disponíveis naquele momento - dividimos uma mesa para quatro e trocamos altas ideias.

Dali, fomos direto para a o ponto zero, onde se pega o Buenos Aires bus, aquele ônibus turístico que tem assentos em dois andares e sem cobertura no segundo para ver, fotografar e filmar. Rodamos pela cidade inteira, enquanto explicações em português sobre cada ponto turístico eram transmitidas através de um fone de ouvido. Buenos Aires é rica em história e cultura, uma cidade fantástica, limpa, segura, e com pouquíssimos sinais de miséria na rua (ao contrário do Rio que a cada dia se parece mais com um set de filmes de zumbis daquelas insuportáveis séries americanas).

Ao chegarmos ao ponto 12 (são 25), descemos, tomamos um barco e fomos navegar pelo Rio de la Plata. Tomamos drinks, capuccino e só não almoçamos a bordo, porque já havíamos devorado uma deliciosa pallela em Puerto Madero. A viagem de barco começou às 14:15 e terminou às 16:00. Desembarcamos no mesmo porto do qual partimos, e tomamos o ônibus turísitco de novo sem pagar nada mais por isso. Dali seguimos até o ponto 25, de onde fomos jantar ao restaurante Il Gran Caffe na esquina da Av. Cordoba com a rua Florida. 



Em seguida, fomos à livraria Cúspido, onde comprei dois livros: Historia de la Homosexualidad en la Argentina, de Osvaldo Bazán, pela Marea Editorial; e Historia de la Literatura Gay in Argentina - Representaciones sociales de la homosexualidad masculina en la ficción literaria, de Adrián Melo, pela Ediciones LeaFoi o tempo exato para que assistíssemos ao espetáculo de tango Buenos Aires Pasion de Tango, brilhantemente apresentado no teatro Borges, localizado nas dependências da Galería Pacífico. Palavras não podem traduzir a emoção daquela experiência que nos avassalou durante uma hora e meia.







Nosso dia encerrou-se lindamente, mas vale dizer que ontem finalmente encontramos um espaço dedicado ao público sexodiverso [veja o que disse sobre isso anteriormente aqui]. Foi o Flux Bar. Tomamos uns drinks, ouvimos música, mas saímos cedo, por volta das 23h, não muito impressionados. De novo, a cena gay, lésbica, bissexual e transgênero aqui parece praticamente irrelevante, pelo menos nesse feriado.









Ah, e por falar nisso, vale dizer que durante o espetáculo Buenos Aires Pasion de Tango, foi feita uma referência aos gays na pessoa de um personagem cômico que põe em xeque a ideia de que tango é coisa para macho. Mais adiante, uma referência ao amor entre mulheres foi feita através da atuação de duas bailarinas que eram continuamente interrompidas por dois bailarinos machões, dando a entender que a sensualidade trocada por ambas desempenhava  um papel fetichista sobre o desejo deles. Duas coisas típicas do pensamento heteronormativo sobre a homossexualidade saltam aos olhos aqui: a ideia de que gays são engraçados, mas não pertencem àquele mundo masculino-machista, ficando sem par e desaparecendo da trama; e mulheres que se dão uma a outra servem simplesmente à libido do macho que se acredita essencial à realização e satisfação da fêmea, quando, na verdade, elas se bastam sozinhas e ainda sobra. 

Em tempo, garanto que tudo teria sido diferente se o rapaz encontrasse um par que dançasse com ele exibindo toda sensualidade masculina, e as moças dançassem juntas exibindo toda sensualidade feminina, cada dupla de per si,  sem qualquer tentativa de explicar, justificar ou "transcender" àquele momento por via da recuperação da hetero/norma/tividade

Mas, uma coisa é interessante: a homossexualidade e/ou a bissexualidade estavam ali ainda que numa leitura heteronormativamente míope.



Infelizmente, esqueci a câmera no quarto e não tenho fotos do dia de hoje, mas coloco aqui as fotos do Flux Bar (um bar voltado para a clientela LGBT) e uma foto da foto que o fotógrafo oficial do barco fotografou. Entendeu? Não. Então, deixa para lá, e apenas confira as fotos. :)




----------------------------------------------------------------
LEIA 

Saiba mais aqui:
CURTA A PÁGINA


--------------------------------------------

LEIA SOBRE A QUARTA-FEIRA EM BUENOS AIRES AQUI:
http://www.foradoarmario.net/2014/03/o-ultimo-dia-de-passeio-em-buenos-aires.html

Comentários