MINISTÉRIO PÚBLICO SE PRONUNCIA SOBRE O LIVRO "A ESTRATÉGIA" LANÇADO NO BRASIL PELA EDITORA DE SILAS MALAFAIA

Há mais de um ano, eu fiz esse vídeo como resposta ao horrível livro A Estratégia, publicado no Brasil pela Central Gospel. O livro não é de Silas Malafaia. É de Louis Sheldon, pastor americano. Mas foi amplamente divulgado pelo Pr. Malafaia em seus programas Vitória em Cristo. Fui pessoalmente à Central Gospel, adquiri um exemplar, li-o todo e fui em busca das fontes que pudessem refutar o que tão claramente não passava de uma campanha de difamação e discurso de ódio.

O Ministério Público acaba de se pronunciar sobre o assunto. A ação foi de autoria da ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais.

Veja logo depois do vídeo o parecer escaneado por este blogueiro, página por página, para que todos tenham acesso e possam compartilhar esse post. O PDF só poderia ser enviado por e-mail ou outras mensagens diretas. 

Para conhecer apenas a decisão do Ministério Público, leia as duas últimas páginas. Para entender as razões da decisão, leia tudo. Sugiro que você coloque um zoom na tela do seu computador para ler com letras maiores. Não seria possível publicar em tamanho original aqui.

Você também pode clicar uma, depois outra vez na figura da página, mas terá que usar a seta (voltar) para acessar o post de novo e fazer o mesmo com a próxima página. O comando de zoom na tela do seu computador evitará isso.

ASSISTA, LEIA E COMPARTILHE.


























Comentários

  1. Sérgio, gostei muito do Parecer. Você sabe se, depois de enviado do RJ., já houve alguma novidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Alex. Enviei o seguinte e-mail para a ABGLT hoje, mas não recebi resposta ainda. Veja o teor da minha solicitação abaixo:

      Toni e/ou demais diretores da ABGLT, poderiam informar se alguma outra ação foi tomada? Caso nenhuma ação tenha sido tomada, saberiam dizer por quê?

      Agradeço desde já,
      Sergio Viula

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.