Dalai Lama diz que casamento gay é OK.



O monge budista estava falado no Larry King show
Tradução Sergio viula


Friday 07 March 2014






O Dalai Lama declarou seu apoio ao casamento gay e condenou a homofobia, dizendo que sexo é bom desde que seja consensual.

Falando durante uma entrevista com o anfitrião Americano do talk show Larry King, o monge budista disse que o casamento gay era “okay” e um assunto pessoal”.

Ele disse: “Se duas pessoas, um casal, realmente sentem-se assim, é mais prático, mais satisfação, e ambas as partes concordam, então é okay!”

Sobre se o casamento entre pessoas do mesmo sexo deveria ser universalmente aceito, ele disse: “Isso depende da lei do país.”

E o Dalai Lama acrescentou que as pessoas deveeriam suas próprias regras religiosas e espiritualidade.

“As pessoas que têm crença ou que têm tradicões especiais deveriam seguir sua própria tradição. Como o budismo, existem diferentes tipos de má conduta sexual, então você deve seguir apropriadamente.” [nota do tradutor: a frase foi dita literalmente assim, mas o Dalai Lama não fala inglês como língua nativa, então isso pode criar alguma dificuldade na articulação das ideias, como se vê nessa frase.]

“Mas, então, para um não-crente, isso fica a critério deles. Então, existem diferentes formas de sexo – desde que seja seguro, okay, e se ambas as pessoas concordam plenamente, okay”, disse ele.
Ele acrescentou que a homophobia estava “errada”.

“Ela é uma violação dos direitos humanos”, ele disse.

O Dalai Lama é o líder spiritual do Tibete que foi exilado e ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1989.

Sua visita aos EUA foi feita sob o risco de ira da China, que o declarou um inimigo do Estado, que está determinado a buscar a independência do Tibete.

O Dalai Lama têm negado essas alegações há muito tempo, dizendo que eele quer apenas autonomia suficiente para proteger a cultura budista do Tibete.

A entrevista complete ira ao ar em 10 de março.



COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

Sobre as leis do país, é claro que o Dalai Lama foi cauteloso, porque também é treinado nas artes da diplomacia, mas não sem uma contradição nítida. Quando as leis de um país estão em contradição com os direitos humanos - o Dalai Lama reconhece que o casamento entre pessoas do mesmo sexo é um direito humano -, essas leis têm que mudar para contemplar aquele direito, ao invés de ignora-lo, impedi-lo ou renegá-lo. Por isso, essa luta é legítima em qualquer lugar do planeta e, se um dia migrarmos para outros, isso será válido para lá também. Não tem a ver com topografia e as divisões políticas com suas linhas imaginárias, tem a ver com a humanidade do Homo Sapiens. Parabéns aos povos e líderes de nações que já reconheceram esse direito.
----------------

E OLHA QUE DALAI LAMA AINDA NEM LEU ESSE LIVRO... lol


Quer ler um livro inspirador e divertido ao mesmo tempo? 


Cada crônica é um fato real traduzido em linguagem cativante. 

QUEM JÁ LEU, RECOMENDA.

SAIBA MAIS AQUI:






Comentários