A maior organização “ex-gay” da Austrália fecha as portas

A maior organização “ex-gay” 
da Austrália fecha as portas


Jovem carregando a bandeira do arco-íris: símbolo de orgulho e resistência.

O ministério evangélico Living Waters (Águas Vivas) que operava na Austrália fecha as portas ao mesmo tempo em que seu diretor nacional deixa o cargo no final de março de 2014.

Ron Brookman, diretor do Living Waters
Ron Brookman fez o anúncio em 12 de março através de uma newsletter: “sinto que a diretoria e a liderança ao meu redor concorreram para isso, tristemente, é hora de encerrar o ministério.”

Brookman disse que as razões para fechar o ministério incluem “mudança na Igreja e na cultura crista ao longo da última década”, deficiências na liderança, e “sabedoria para mudra a estratégia de trazer cura para os quebrados”.

Outro problema é que não havia qualquer interessado em substitui-lo no grupo.

“Não há ninguém identificado, treinado, que esteja disposto a assumer a liderança do ministério”, escreveu Brookman.

Living Waters era o mais proeminente ministério de grupos de “ex-gays” na  Austrália e havia prometido redobrar seus esforços depois que o maior ministério do mundo nesse campo, a Exodus International, fechou suas portas ano passado.

- Traduzido e adaptado por Sergio Viula de: GAY STAR NEWS

------------------------

Conheça o relato biográfico de um dos fundadores do ministério de "ex-gays" mais conhecido do Brasil, operando entre a década de 90 e o ano de 2003:  “EM BUSCA DE MIM MESMO”.

Adquira o seu em versão impressa aqui: EM BUSCA DE MIM MESMO Aqui você também encontrará alguns comentários de leitores.


Você também pode adquirir a versão e-book aqui por um preço bem em conta: EM BUSCA DE MM MESMO


Comentários