Gay assumida, austríaca prata em Sochi se divide entre esqui e futebol


Gay assumida, austríaca prata em Sochi se divide entre esqui e futebol
Vice-campeã olímpica nos saltos e goleira, Daniela Iraschko-Stolz diz ter sido bem recebida, apesar da polêmica lei antigay na Rússia: 'Não tive nenhum problema'.
Por Amanda Kestelman e Helena Rebello - Direto de Sochi, Rússia
A posição de goleiro pode ser considerada dura no futebol. Mais do que a técnica, quem topa ficar debaixo das traves precisa também de segurança. Talvez por isso a jogadora Daniela Iraschko-Stolz tenha obtido sucesso também em outra modalidade, longe dos gramados. Atleta do Wacker Innsbruck, a goleira austríaca ficou com a medalha de prata no salto com esqui em Sochi 2014, sendo desbancada apenas pela alemã Carina Vogt.

(...)

Homossexual não crê em polêmica


Iraschko não teme assumir quem de fato é. Homossexual, ela é casada com outra mulher e sempre tornou isso público, assumindo inclusive o sobrenome da amada. Nas Olimpíadas onde acontroversa lei antigay russa virou centro de polêmica, ela não se importou em falar abertamente sobre o assunto. Daniela classificou toda a discussão que antecedeu o evento como um ''estardalhaço'' e disse ter sido bem recebida no país sede dos Jogos.


- Eu acho que tudo está sendo ''explodido'' de uma forma muito maior do que é. Eu fui muito bem recebida, como todos os outros atletas. Não tive absolutamente nenhum problema - disse, em entrevista à imprensa internacional.

Comentários