Domingo, 02 de fevereiro: PARA A RÚSSIA, COM AMOR

Acesse o grupo no link abaixo (título) e confirme presença


Anistia Internacional Brasil: PARA A RÚSSIA, COM AMOR

  • Praia de Ipanema, na altura da Rua Farme de Amoedo.
  • Revoada de balões da campanha Para a Rússia, com Amor, da Anistia Internacional Brasil.

    Esta ação faz parte de uma mobilização global, que vem sendo empreendida pela Anistia Internacional e diversas outras organizações da sociedade civil, nas vésperas do início das Olimpíadas de Inverno de Sochi, na Rússia. Serão 500 balões distribuídos entre banhistas na praia de Ipanema, entre os postos 8 e 9, e mais 500 balões soltos em revoada levando mensagens pelos céus do Rio de Janeiro. Quem encontrar um desses balões ou a mensagem que eles levam, será incentivad@ a enviar sua prórpia mensagem ao presidente da Rússia, Vladmir Putin. (Os balões são produzidos com material biodegradável.)

    Desde a chegada da chama olímpica a Moscou no começo de sua viagem para Sochi, em 7 de outubro, centenas de milhares de membros da Anistia Internacional vêm protagonizando uma série de atos e protestos em todo o mundo, como vigílias, flash mobs e piquetes em locais públicos e diante das embaixadas russas para sensibilizar sobre as diversas violações ao direito à liberdade de expressão, associação e reunião pacífica cometidas na Rússia.

    Saiba mais:

    Desde que voltou à presidência em 2012, o presidente Vladimir Putin introduziu leis que:
    • limitam severamente a liberdade de reunião
    • estigmatizam a comunidade LGBTI
    • criminalizam os insultos aos sentimentos religiosos dos crentes
    • ampliam as definições de traição e espionagem para poder criminalizar o ativismo pelos direitos humanos

    Em junho de 2013, foi a provada a lei que proíbe a “propaganda de relações sexuais não tradicionais entre menores”. Entretanto, a lei não define claramente o que seria “propaganda de relações sexuais não tradicionais”, o que dá margem à sua aplicação a demonstrações de carinho entre pessoas do mesmo sexo, uma pessoa segurando um cartaz em defesa dos direitos LGBTI, ou qualquer outra manifestação em favor da igualdade e direitos de LGBTI. Esta legislação, além de ser um atentado ao direito à liberdade de expressão, dá mais força a uma série de violentos ataques homofóbicos que vêm sendo empreendidos contra lésbicas, gays, bissexuais e pessoas trans na Rússia.

    Além disso, Putin promulgou disposições que obrigam as ONGs que realizam “atividades políticas” e recebem financiamento do estrangeiro a inscrever-se como “agentes estrangeiros”, uma expressão com conotações muito depreciativas na Rússia que contribuem para a campanha de desprestigio de ONGs e ativistas pró-direitos humanos.

    Todas estas leis foram promulgadas para reprimir a oposição política e os ativistas da sociedade civil. A Anistia Internacional defende que estas disposições devem ser revogadas, pois violam a Constituição russa, bem como suas obrigações internacionais em matéria de direitos humanos.

    “A fanfarra e as espetaculares cerimônias olímpicas não ocultarão o fato de que os direitos humanos fundamentais estão sendo pisoteados, apesar de garantidos de maneira explícita na Constituição russa e em tratados internacionais de direitos humanos dos quais a Rússia é parte”, afirmou John Dalhuisen, diretor de programas da AI para Europa e Ásia Central.

    Leia mais:

    http://anistia.org.br/direitos-humanos/blog/rússia-tocha-dos-jogos-olímpicos-de-inverno-lança-luz-sobre-violações-de-direi

    http://anistia.org.br/direitos-humanos/blog/para-rússia-com-amor-2013-09-06

    http://anistia.org.br/direitos-humanos/blog/líderes-do-g20-precisam-rejeitar-lei-homofóbica-da-rússia-2013-09-05

    http://anistia.org.br/direitos-humanos/blog/putin-proteja-liberdade-de-expressão-2014-01-23

Comentários