Fundamentalismo + Transfobia: E se uma bomba explodisse no seu quintal?

Dna. Wilma




Essa é dona Wilma, ela mora na zona leste de São Paulo e foi vítima de um atentado na semana passada. O motivo para terem atacado essa idosa? Esta senhora é uma mulher transexual, de idade avançada, frágil e por isso jogaram em seu quintal uma bomba que por muito pouco não lhe custa a vida. 

Isso mesmo que você leu. 

Ela estava em sua casa, e "pessoas" - que sem dúvida nenhuma agiam em nome da "moral cristã" que aprenderam em seus cultos - jogaram em seu quintal, sem motivo algum a não ser intolerância, uma bomba caseira e quase a mataram! 

Até quando vamos ver a transfobia impune? Ontem Feliciano, Malafaia e toda corja fundamentalista armada de mentiras (comparando combate a homotransfobia com permissão para a prática de pedofilia) barraram mais uma vez a PL122/06. 

Chega de silêncio! Chega de paciência! Eu não aguento mais viver em um país onde os "religiosos" são o pior exemplo moral e cristão que temos! Onde a fé-cega impede as pessoas de verem o sofrimento de seus irmãos e irmãs! Onde a Bíblia condena mais pessoas a morte do que salva vidas! 

Quero um país LAICO! Quero o fim da discriminação contra homossexuais e transgêneros! Quero punição para quem incita esse tipo de ódio! Quero que votem e aprovem a PL122! 

Vamos provar que o atentado contra Wilma serviu pra unir quem tem consciência, pra quem, independente da fé, sabe que devemos amar e respeitar o próximo, e vamos lutar pra que ainda este ano o PL122 seja votado! E no nosso dia-a-dia vamos nos pronunciar contra o preconceito! Sem medo, sem vergonha! Lutar contra esse cancer que está matando a sociedade brasileira e envenenando seu povo ignorante! 

Chega de homofobia! Chega de transfobia!

MAIS DETALHES:

O caso foi divulgado no grupo Ação Cidadão do Bem - Corrente do Bem
porque Dna. Wilma é amiga de um dos administradores. Foi por isso que ele conseguiu acompanhar o caso. A imprensa mesmo nem deu nota do ocorrido. 

Os perpetuadores da violência, porém, são membros da vizinhança que já vinham agredindo Dna. Wilma com palavras como "traveco","pecadora", "endemoniada", "bruxa travesti". 

Infelizmente, em um país fundamentalista como o Brasil, é difícil encontrarmos a prática da homo-transfobia dissociada do fundamentalismo cristão. Daí, a necessidade de se ressaltar a relação entre uma coisa e outra, especialmente nesse caso.


Comentários