Com a cores do arco-íris: boxeador gay briga por cinturão dos pesos pena

Veja o resultado da luta em seguida, abaixo dessa matéria.

Boxeador gay briga por cinturão dos pesos pena com as cores do arco-íris


Roupão utilizado por Orlando Cruz gera desconforto por adaptar cores da bandeira de Porto Rico às do símbolo da causa do movimento gay

Por GLOBOESPORTE.COMRio de Janeiro


Orlando Cruz pretende usar roupão com as cores do
arco-íris em busca do cinturão (Foto: Reprodução)
Primeiro boxeador em atividade a assumir a homossexualidade na história, o portor-riquenho Orlando Cruz, que vai disputar neste sábado o cinturão dos pesos pena contra o mexicano Orlando Salido, pretende entrar no ringue um roupão polêmico. O pugilista de 32 anos escolheu uma roupa que traz a bandeira de seu país. No entanto, substituiu as cores originais (vermelho, branco e azul) pelas do arco-íris, símbolo do movimento gay.


Se vencer a luta no Thomas & Mack Center de Las Vegas, em Nevada (EUA), ele será o primeiro homossexual assumido campeão do mundo no boxe.


A decisão de Cruz dividiu opiniões, e alguns portorriquenhos acreditam que a mudança feita pelo boxeador é uma agressão à nação. Após ser atacado nas redes sociais, e o pugilista revelou que não tinha a intenção de desrespeitar os seus compatriotas.


Se conquistar o título, Cruz quer homenagear o americano Emile Griffith, ex-bicampeão mundial, que morreu em julho deste ano. O ex-boxeador admitiu ser bissexual depois da sua aposentadoria.


Orlando Cruz é o primeiro boxeador em atividade a assumir que é homossexual (Foto: Getty Images)


11/10/2013 09h31  - Atualizado em  11/10/2013 10h27

--------------------------------

E do encontro do meu próprio Orgulho Gay com a página impressa, nasceu: ISSO. ^^


---------------------------------------

ATUALIZADO EM 14 DE OUBRUBRO DE 2013

RESULTADO DA LUTA


DOMINGO, 13 DE OUTUBRO DE 2013


Orlando Cruz escuta gritos homofóbicos e perde luta por cinturão

Primeiro boxeador em atividade a assumir a homossexualidade na história, o portor-riquenho Orlando Cruz perdeu a disputa do cinturão dos pesos pena da Organização Mundial de Boxe (OMB) para o mexicano Orlando Salido, na madrugada deste domingo, em Las Vegas. O pugilista de 32 anos lutou com um calção que trazia a bandeira de seu país, no entanto, substituiu as cores originais (vermelho, branco e azul) pelas do arco-íris, símbolo do movimento gay. O boxeador também usou luvas pretas com detalhes em rosa. Nocauteado no sétimo round, Orlando Cruz ainda escutou gritos homofóbicos de alguns torcedores, que o insultaram durante a luta.

Orlando Cruz tentava ser o primeiro homossexual assumido campeão do mundo no boxe. A decisão de Cruz dividiu opiniões, e alguns portorriquenhos acreditam que a mudança feita pelo boxeador é uma agressão à nação. Após ser atacado nas redes sociais, e o pugilista revelou que não tinha a intenção de desrespeitar os seus compatriotas. Ele assumiu a homossexualidade em outubro do ano passado. Se conquistar o título, Cruz iria homenagear o americano Emile Griffith, ex-bicampeão mundial, que morreu em julho deste ano. O ex-boxeador admitiu ser bissexual depois da sua aposentadoria. Na luta contra Orlando Salido, o porto-riquenho não conseguiu impor seu ritmo. E foi dominado durante praticamente todo o combate. Sendo muito atacado, Cruz foi cansando ao longo dos round. E foi para a lona no sétimo round após receber um forte golpe de direita.


( Do globo.com )
__._,_.___

Comentários