Capital da Islândia rompe relacões com a capital da Rússia por causa de leis contra gays

Reykjavik (Islândia) rompe relacões com Moscou (Rússia) por causa de leis contra gays

Da Redação de SDPNOTICIAS.COM

por Johanna Sigurdardottir e
Jón Gnarr Kristinsson

Tradução portuguesa: Sergio Viula




Jón Gnarr, prefeito de Reykjavik, vestido de Drag Queen durante a Parada do Orgulho Gay 


Reykjavik, capital da Islândia rompe sua "irmandade" com a cidade de Moscou, em protesto contra a legislação contra a Comunidade LGBT na Rússia.
Islândia.

Logo que as recentes legislações que enfraqueceram os direitos da Comunidade LGBT (lésbica, gay, bissexual, trans), não só na Rússia, mas também de forma internacional, com a proibição da "propaganda de relações sexuais não tradicionais" e a adoção de crianças por casais homossexuais estrangeiros, a cidade de Reykjavik, capital da Islândia, decidiu romper sua irmandade com Moscou.

"À luz dos acontecimentos que têm tomado lugar na Rússia nos últimos meses em relação aos assuntos gays, bissexuais e transexuais, a Promotoria distrital, o Gabinete de Direitos Humanos e o prefeito de Reikiavik com seu gabinete propõem emendar ou reiscindir, conjuntamente como o Ministério de Assuntos Exteriores, o acordo de cooperação entre Reykjavik e Moscou", disse um comunicado da prefeiturada capital da Islândia. 

É que as cidades capitais de Reykjavik, Islândia, e Moscou, Rússia, firmaram um acordo de "irmandade" em 2007.

A Islândia se caracteriza por aceitar amplamente sua Comunidade LGBT, e de fato elegeu a primeira presidenta lésbica no mundo (ao menos assumidamente), que se chama Johanna Sigurdardotti e é uma estrategista política de sucesso, cujo mandato à frente da Islândia terminou no ano passado.

De sua parte e em franco apoio à Comunidade LGBT de sua cidade, Jón Gnarr Kristinsson, assistiu a Parada do Orgulho Gay em Reykjavik vestido como Drag Queen, algo que já se tornou uma tradição. 


Com Info Gay Star News
Fonte: http://www.sdpnoticias.com/gay/2013/07/15/islandia-rompe-relaciones-con-rusia-por-leyes-contra-los-gays


VEJA DECLARAÇÃO DO PREFEITO DE REYKJAVIK PARA O BLOG FORA DO ARMÁRIO, LOGO DEPOIS DESSE POST: 

AQUI: http://www.foradoarmario.net/2013/08/jon-gnarr-prefeito-de-reykjavik-em.html

OUTROS POSTS SOBRE A ISLÂNDIA NO 'FORA DO ARMÁRIO':



Fotos e opções para turistas LGBT na Islândia: 

http://www.foradoarmario.net/2013/01/islandia-um-pais-gay-friendly.html

Comentários

  1. Bem... romper "irmandade" de duas cidades é bem diferente do que um país romper relações com outro, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 'Contratos de Irmandade' levam ao estabelecimento e intercâmbio cultural, partilha de conhecimento, ensino (estudantes) e políticas empresariais entre outras actividades. Aqui significa relações comerciais, diplomáticas, etc. Portanto, é seríssimo. Não tem nada a ver com mera simpatia.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.