HERÓIS E EXÍLIOS - Ícones Gays através dos Tempos






Gente, saí de casa pensando: tenho que comprar um livro hoje. Tenho que ter algo para ler nas horas vagas entre um compromisso e outro, numa viagem de ônibus, numa fila de banco, whatever. :)

Assim que tive uma oportunidade, entrei numa livraria e adquiri Heróis e Exílios - Ícones Gays Através dos Tempos. O livro é uma verdadeira pérola. Escrito por Tom Ambrose, e seu primeiro livro traduzido para a língua portuguesa, a obra é uma fonte de informações fantásticas sobre a história da homossexualidade masculina e feminina, com mais ênfase na masculina devido à maior abundância de dados históricos, fruto da perseguição implacável e cruel a que esta foi submetida. As lésbicas também são contempladas em histórias maravilhosas e comoventes que fazem o leitor perder a vontade de interromper a leitura para voltar ao trabalho.

Custava 39 reais, paguei 35 com desconto.

Aqui no Buscapé, vcs encontram até por 25 reais. Só não comprei pela internet para não ter que esperar a entrega. ;)


http://compare.buscape.com.br/herois-e-exilios-icones-gays-atraves-dos-tempos-tom-ambrose-8589239403.html#precos Aproveitem!


COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO SOBRE A LEITURA
(AGORA JÁ TERMINADA... ^^)

Heróis e Exílios é um livro fascinante, um verdadeiro brinde à história da homossexualidade na Europa, com incursões no EUA e em algumas ex-colônias europeias. 

O livro é rico em detalhes biográficos de cada personagem, muito bem encadeados, e retratados de modo emocionante. 

Recomendo muito a leitura.

Abaixo, apresento em ordem cronológica os personagens (todos históricos), os quais, de acordo com nossa linguagem atual, seriam identificados como gays, lésbicas, bissexuais, crossdressers e transgêneros:

Aristogíton e Harmodius (morte em 514 a.C.)

Safo (cerca de 630-570 a.C.)

Benvenutto Cellini (1500-1571)

Teófilo de Viau (1590-1626)

Rainha Cristina da Suécia (1626-1689)

Thomas Gray (1716-1771)

Horace Walpole (1717-1797)

William Beckford (1760-1844)

Damas de Llangollen: Eleanor Butler (1739-1829) e Sarah Ponsonby (1755-1831)

Anne Lister (1791-1840)

Lorde Byron (1788-1824)

Edward Lear (1821-1888)

Barão Wilhelm von Gloeden (1856-1931)

Conde Jacques d'Adelswird Fersen (1880-1923)

Frederick Rolfe (1860-1913)

A.J. Symonds (1840-1893)

Edward Carpenter (1844-1929)

Oscar Wilde (1854-1900)

Henry James (1843-1916)

E.M. Forster (1879-1970)

Natalie Clifford Barney (1876-1972)

Romaine Brooks (1874-1970)

Gerturde Stein (1874-1946)

Sylvia Beach (1887-1962)

W.H. Auden (1907-1973)

Christopher Isherwood (1904-1986)

Paul Bowles (1910-1999)

James Baldwin (1924-1987)

Estes são todos os personagens apresentados no livro, mas a lista não é exaustiva. Muita gente tem que ser deixada de fora. Não há como trabalhar todos num livro, mas o que me chama a atenção é a quantidade de artistas, especialmente escritores, que trabalharam duro para tirar o amor entre iguais do armário do preconceito, da perseguição ou da indiferença.

ÓTIMO LIVRO.

Veja os melhores preços aqui: 







Comentários