Protesto contra a 'Cura Gay' em São Paulo

LEMBRANDO QUE HAVERÁ UMA NO RIO DE JANEIRO
SAINDO DA CANDELÁRIA EM DIREÇÃO À CINELÂNDIA
DIA 28 DE JUNHO - SEXTA-FEIRA
DIA INTERNACIONAL DO ORGULHO LGBT
CONCENTRAÇÃO ÀS 16 HORAS.
NOSSO GRITO É CONTRA A HOMOFOBIA E A TRANSFOBIA
NOSSO GRITO É CONTRA A 'CURA GAY'
NOSSO GRITO É POR DIREITOS IGUAIS - NEM MENOS NEM MAIS.

COMPAREÇA E LEVE SUA TURMA.
FAÇA CARTAZES, FAIXAS, ETC.


Pela própria foto, já se vê que não foram somente 1.000 pessoas. Uma imagem vale mais que mil palavras. ;) Sergio Viula
21/06/2013 - 19h48

Protesto contra 'cura gay' reúne 1.000 em São Paulo



DIÓGENES CAMPANHA
DE SÃO PAULO

País em protestoAtualizado às 20h19.
Cerca de mil pessoas, segundo estimativa da Guarda Civil Metropolitana, estão reunidos nesta sexta (21) em protesto contra a aprovação, na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, do projeto conhecido como "cura gay".

A concentração acontece desde as 18h na praça Roosevelt (centro), mas, por volta das 19h, manifestantes subiram a rua da Consolação e chegaram à avenida Paulista por volta das 20h.

Eles pararam diante do escritório da Presidência da República em São Paulo, na esquina com a rua Augusta e lançaram vaias em direção ao prédio. Depois, foram até o vão livre do Masp, onde agora ocupam a pista e a calçada.

Alguns estabelecimentos, como o Shopping Center 3 e o Conjunto Nacional, chegaram a baixar as portas durante a passagem dos manifestantes.


O protesto foi convocado pelas redes sociais e tem apoio do Conselho Federal de Psicologia. Os psicólogos, principalmente, defendem que o ato continue na praça.

O projeto aprovado na Câmara revoga duas resoluções do conselho que proíbem que psicólogos realizem tratamentos para curar a homossexualidade.

Foram gritadas palavras de ordem e exibidas faixas contra o deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos.

O autor do projeto, deputado João Campos (PSDB-GO), foi citado em apenas um discurso e uma faixa.

O deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL-SP) discursou no evento e atacou o "projeto bizarro" que tramita na Câmara. "Fora Feliciano e viva Daniela Mercury", gritou.







SERGIO VIULA LÊ E COMENTA A CARTA DE ALAN CHAMBERS, PRESIDENTE DA MAIOR ORGANIZAÇÃO 'EX-GAY' DO MUNDO, ANUNCIANDO SEU ENCERRAMENTO E PEDINDO DESCULPAS. PROJETO DE FELICIANO É RAPIDAMENTE ABORDADO DO VÍDEO.


Veja a carta por escrito, traduzida aqui:


Comentários

  1. Mil??? estive la e para mim tinha em torno de 3mil pessoas a mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc está confirmando que o número foi maior. As pessoas que calculam esses números devem ter aprendido a contar na mesma escola em que a Joelma aprendeu a cantar... hahahahahahaha

      Abraço forte, Edu.

      Excluir
    2. kkkkkkk De qualquer forma, 3.000 pessoas é pouco para o tanto de gente que vai para as paradas gays.
      Estarei no manifesto aqui do RJ. Vamos ver quantos irão comparecer e se a contagem será racional, né?
      Beijos, gente! Força para nós!

      Excluir
    3. Isso aí, Clay Silva!

      Até lá.

      Excluir
  2. Isso é que me dá raiva. Pra parada gay vai 1 milhão, pra um protesto contra esse absurdo só aparecem 1000. Será que a comunidade realmente quer reivindicar seus direitos ou só querem carnaval. Espero que na próxima compareçam muito mais pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Germano, mas não desanimemos. Sigamos em frente. A Parada LGBT também quando começou no Rio e em São Paulo parecia coisa pequena, mas ganhou o país e chamou a atenção do mundo inteiro. Vamos em frente, celebrando e protestando ao mesmo tempo. ;)

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.