OBAMA declara junho/13 o Mês do Orgulho LGBT - veja o decreto




OBAMA DECLARA JUNHO/2013 
O MÊS DO ORGULHO LGBT 

31 de maio de 2013

Tradução Sergio Viula - www.foradoarmario.net



Essa tarde, a Casa Branca publicou a proclamação do Presidente Obama em reconhecimento ao Mês do Orgulho LGBT. A mensagem cita o apoio do presidente ao ENDA, o projeto de lei federal para derrubar o DOMA, e a redução das campanhas contra o HIV.

Por mais de dois séculos, nossa Nação tem se esforçado por transformar os ideais de liberdade e igualdade de uma promessa fundante numa realidade duradoura. Lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT) americanos e seus aliados tem trabalhado duro no próximo grande capítulo da nossa história – dos patronos do Stonewall Inn que deram início ao movimento até os militares que podem finalmente ser honestos sobre quem amam, aos bravos jovens que se assumem e falam abertamente todos os dias. Esse ano, celebramos o Mês do Orgulho LGBT num momento de esperança e grande progresso, reconhecendo que mais precisa ser feito.

O apoio à igualdade LGBT está crescendo, guiado por uma geração que entende que, nas palavras do Dr. Martin Luther King, Jr., “injustiça em qualquer lugar é uma ameaça à justiça em todo lugar.” No ano passado, pela primeira vez, eleitores em múltiplos estados afirmaram a igualdade do casamento para pessoas do mesmo sexo. Governos estaduais e locais têm dado importantes passos na direção de prover as tão-necessárias proteções aos transgêneros americanos.
Minha Administração é uma orgulhosa parceira na jornada em direção à igualdade LGBT. Temos estendido a proteção contra crimes de ódio para incluir ataques baseados na orientação sexual ou identidade de gênero e repelido o “Não Pergunte, Não Diga.” Derrubamos a proibição à entrada de pessoas HIV nas Forças Armadas e garantimos a visita hospitalar aos parceiros de pacientes LGBT. Juntos, temos investigado e abordado o bullying enfrentado por estudantes LGBT, proibido a discriminação baseada em orientação sexual e identidade de gênero nos programas de habitação Federais, e estendido benefícios aos parceiros domésticos do mesmo sexo. No início desse ano, assinei uma re-autorização do Decreto sobre Violência Contra a Mulher (Violence Against Women Act – VAWA) que proíbe a discriminação baseada em orientação de gênero na implementação de qualquer programa financiado pela VAWA. 

E porque os direitos LGBT são direitos humanos, minha Administração está implementando a primeira estratégia Federal para fazer avançar a igualdade para as pessoas LGBT ao redor do mundo. Temos testemunhado uma mudança real e duradoura, mas nosso trabalho não está completo. Eu continuo a apoiar um Decreto de Não-Discriminação no Emprego que seja totalmente inclusivo, assim como um Decreto de Respeito ao Casamento. Minha Administração continua a implementar o Decreto de Assistência Acessível (Affordable Care Act), que começando em 2014, proibirá que companhias de seguro de saúde neguem cobertura a seus usuários baseado em sua orientação sexual ou identidade de gênero, bem como a Estratégia Nacional para HIV/AIDS, que abordará o discrepante impacto da epidemia do HIV entre certas sub-comunidades LGBT.

Temos um longo caminho a trilhar, mas se continuarmos juntos nesse caminho, tenho certeza que um dia, em breve, de costa a costa, todos os nossos jovens olharão para o futuro com o mesmo senso de promissão e possibilidade. Estou confiante porque tenho visto o talento, a paixão e o comprometimento dos defensores da comunidade LGBT e seus aliados, e eu sei que quando vozes se unem em torno de um propósito em comum, elas não podem ser detidas.

AGORA, PORTANTO, EU, BARACK OBAMA, Presidente dos Estados Unidos da América, pela autoridade investida em mim pela Constituição e pelas leis do Estados Unidos, proclamo doravante o mês de Junho de 2013 como o Mês do Orgulho Lésbico, Gay, Bissexual e Transgênero. Convoco o povo dos Estados Unidos a eliminar o preconceito onde quer que ele exista, e que celebrem a grande diversidade do povo americano.

EM TESTEMUNHA DO QUE, ergo minha mão nesse trinta e um de maio, ano de nosso Senhor dois mil e treze, e o ducentésimo trigésimo sétimo da Independência dos Estados Unidos. – Barack Obama.




---------------------

ASSISTA ESSE BELÍSSIMO DEPOIMENTO DE HILLARY CLINTON, SEGUINDO A MESMA LINA DE PENSAMENTO DE BARACK OBAMA:



--------------------------- 
COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

Alguém poderia repassar esse post à Presidente Dilma?

Quem sabe ela acorda antes que seja tarde demais?

Dilma, tire alguma lição prática de tudo isso e saia desse silêncio mórbido que caracteriza sua atitude para com os cidadãos LGBT do Brasil.

Comentários