JORNAL EXTRA: Em vídeo, pastor Marcos promete cura para travestis e lésbicas, e pede apoio a Feliciano

Ao lado do ex-pagodeiro Waguinho, o religioso prega que os homossexuais voltem “à sua origem de nascença, macho e fêmea”.



O vídeo, com duração de pouco mais de cinco minutos, traz depoimentos de travestis que dizem querer ser curados e um homem que se classifica como um ex-travesti. Num depoimento acalorado, ele contou ter sido recuperado pela religião. Em vários momentos, o pastor Marcos pede que travestis e lésbicas procurem a Assembleia de Deus dos Últimos Dias e faz uma ressalva:

- Se você quiser ficar na posição em que você está, é problema seu.

Marcos Pereira e Marco Feliciano Foto: Assembleia de Deus dos Últimos Dias / Divulgação
No fim do vídeo, o religioso pede apoio ao deputado Marco Feliciano (PSC). O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, fez uma pregação na Assembleia de Deus dos Últimos Dias no domingo anterior à prisão do pastor e o defendeu depois de ele ser detido no Twitter: “Imprensa tem provas contra Marcos Pereira? Talvez: um delegado sem crimes para investigar”.

O pastor Marcos Pereira foi preso nesta terça-feira, pela Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), acusado de estuprar seis mulheres. Ele também é investigado por ligação com o tráfico de drogas. O religioso está preso em Bangu 2, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio.

Nesta quinta-feira, o pastor foi denunciado pelo Ministério Público por dois estupros com uso de força física e atentado violento ao pudor. No mesmo dia, ele teve indeferido um pedido de habeas corpus feito ao Tribunal de Justiça. Marcos Pereira teve a prisão preventiva decretada no dia 2 de maio pela 2ª Vara Criminal de São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Comentários