Casamento homossexual na França aprovado no Senado


Senado francês aprova projeto de lei do casamento homossexual




A ministra da Justiça, Christiane Taubira, defendeu o projeto de lei nas duas casas do parlamento francês.
 

O Senado francês aprovou hoje o projeto de lei autorizando o casamento homossexual na França. O texto, que também abre caminho à adoção de crianças por casais do mesmo sexo, foi aprovado pela maioria de esquerda, mas também recebeu votos de senadores de centro e de direita. A legislação segue agora para segunda votação na Assembleia de Deputados, no final de maio, e a expectativa é de que seja adotada sem modificações.  

A votação foi simbólica, a mão elevada, mas o dia de hoje ficará na história do Palácio de Luxemburgo, sede do Senado localizada no jardim de mesmo nome, em Paris. Muitos consideram esta reforma a mais importante ocorrida na sociedade francesa desde a abolição da pena de morte em 1981.

Embora a esquerda tenha maioria apertada de apenas seis senadores, o casamento homossexual recebeu votação expressiva pela adesão de senadores de direita e de centro. A oposição anunciou que vai apresentar um recurso contra a medida no Conselho Constitucional. A tática de propor emendas para desfigurar o projeto tumultuou os debates. Os senadores tiveram que analisar 279 emendas, e os deputados mais de 5 mil.
 
A legislação do casamento homossexual, defendida em plenário pela ministra da Justiça, Christiane Taubira, foi uma das principais promessas de campanha do presidente François Hollande. Mas a aprovação, na câmara alta do parlamento, está longe de acalmar a fúria dos conservadores e homofóbicos. Conforme a tramitação do texto foi avançando, aumentaram as agressões aos homossexuais.
 
Do lado dos prefeitos, autoridade responsável pela celebração das uniões civis na França, o casamento gay enfrenta resistência. Esta semana, 175 prefeitos da região leste do país publicaram um abaixo-assinado informando que se recusam a celebrar casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Fonte: RFI PORTUGUÊS - Atualizado em 12 de Abril de 2013

Comentários