Conselheiro Ex-Gay Preso por Molestar Dois Jovens


Rev. Ryan J. Muelhauser, Conselheiro Ex-Gay, Preso por Molestar Dois Jovens



Pastor Ryan J. Muehlhauser, preso por abuso sexual em sessão de 'terapia ex-gay'

Publicado pelo The Huffington Post - Tradução Sergio Viula


Um conselheiro ordenado dedicado a 'libertar' pessoas da homossexualidade foi preso sob acusações de molestar dois jovens por um período de dois anos.


Rev. Ryan J. Muelhauser, pastor senior da Igreja Cristã de Lakeside (Lakeside Christian Church), foi preso por oito acusações de felonia por conduta sexual criminosa de quarto grau, relata o Isanti-Chisago County Star.

Muelhauser tinha conexão com o OutPost Ministry, um ministério anti-gay que proclama em seu website:



O grande desejo do pai para aqueles que estão lutando com atrações pelo mesmo sexo e outras formas de deficiências relacionais motivaram-no a enviar seu único Filho Jesus para ser o caminho para fora da escravidão do pecado.


O pastor teria acariciado dois jovens que buscavam 'cura' para sua própria homossexualidade, e pedido que eles se masturbassem para ele. Como relata o Minneapolis Star Tribune:


Um dos jovens disse aos investigadores que Muehlhauser "abençoava-o" segurando sua genitália pelo lado de fora de sua roupa diversas vezes e que Muehlhauser pedia a jovem que se masturbasse na frente dele para ganhar "força espiritual." Muelhauser também acostumava acariciar o jovem em alguns momentos. Estes encontros duraram quase dois anos.


Na audiência, o Defensor Assistente do Condado de Isanti, o Sr. Stacy St. George, lembrou a corte:


“Não há nada mais predatório do que tomar dois indivíduos cuja fé e cuja confiança foram depositadas em seu ministério e em seu líder espiritual e depois abusar deles em nome do Senhor."

Se condenado, o pastor poderá pegar 10 anos de prisão e pagar multa de 20 mil dólares.

---------------------------------
COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

Se você é LGBT ou pai (ou responsável) por crianças, adolescentes ou jovens LGBT, não submeta a si mesmo ou ao seu filho, sobrinho, neto, primo, etc. aos "cuidados" dessa gente que se diz "terapeuta ex-gay." Não há problema algum em ser lésbica, gay, bissexual ou transgênero, mas existem diversos perigos por trás dessas "terapias" que juram transformar as pessoas em heterossexuais. Mesmo quando não ocorre qualquer tipo de abuso sexual naquele ambiente, muitas outras formas de abuso psicológico são praticadas nesses gabinetes de aconselhamento e nesses grupos de terapias. 

Fique longe disso. Ame-se e ame aos seus próximos quer sejam L, G, B ou T ou não. A auto-homofobia e a homofobia projetada sobre os outros pode ser uma terrível armadilha para todos. O amor próprio e o amor pelo outro oferecido incondicionalmente são ótimos antídotos contra o veneno do preconceito e do ódio que nos circunda ou que nos contamina de alguma maneira.

Quer ajuda para compreender melhor o que tudo isso significa? Quer ajudar alguém que você conhece e que não se aceita ou não se entende? Clique AQUI.

Comentários