Toni Reis, presidente da ABGLT, pede apoio para Haddad nas eleições para prefeito de São Paulo


Fernando Haddad - Nº 13


Por uma São Paulo de respeito e igualdade. Haddad prefeito.



Por Toni Reis*









Estamos a menos de uma semana das eleições. Analisando as propostas, as coligações, os apoios, os posicionamentos, os ataques, nós da comunidade LGBT não podemos ficar em cima do muro ou não nos  posicionar diante do preconceito, da discriminação, do estigma e da violência que sofremos, tampouco diante do fundamentalismo religioso que nos demoniza.



Diante dessa situação, é preciso votar em um candidato  mais comprometido com a nossa comunidade, e este candidato é Fernando Haddad.


Por respeito a São Paulo, que tem evangélicos, católicos, muçulmanos, espíritas, judeus, ateus, palmeirenses, corinthianos, são paulinos, nordestinos, mulheres, homens, crianças, idosos, pessoas com deficiência, pobres, ricos, mães solteiras, negros, brancos, amarelos, indígenas, gays, heteros, lésbicas, queers, pessoas trans, bissexuais, entre outros não elencados aqui todos  juntos e misturados pela diversidade em todos os sentidos, queremos aqui, publicamente, pedir, solicitar o apoio ao candidato Haddad, para ser o prefeito de São Paulo.



Enumeramos abaixo os 13 motivos que fundamentam a nossa solicitação de apoio:



1 – No âmbito federal, quando Ministro da Educação, Haddad criou e apoiou políticas para a diversidade étnicorracial, de gênero, diversidade sexual, regional e cultural, bem como políticas de promoção da igualdade.



2 – Haddad tem o compromisso de ampliar as políticas públicas existentes para a diversidade em São Paulo.



3 – O programa de governo do Haddad tem um capítulo com as propostas de combate à homofobia, com nove ações específicas baseadas nas deliberações das Conferências Municipais LGBT de 2008 e 2011, inclusive com propostas para combater a violência homofóbica nas imediações da Avenida Paulista. Confira: http://pensenovotv.com.br/files/programa_governo_haddad_cidadania.pdf O plano foi elaborado com a participação da comunidade LGBT.



4 – Haddad já teve várias plenárias com os movimentos populares e sociais. Seu governo será participativo com foco na inclusão de todas e todos.



5 – Haddad coordenou e participou da 1ª Conferência de Educação Básica em 2008, na qual foram aprovadas cinco propostas para a diversidade sexual. Coordenou e participou da 1ª Conferência Nacional de Educação em 2010, com mais de 25 propostas aprovadas para a diversidade sexual.



6 – Haddad respeita todas as religiões e também quem não tem religião. Ele defende o Estado laico. Já afirmou diversas vezes que seu governo será laico e respeitará a todos e a todas.



7 – Haddad é um educador construtivista por excelência. Ele será um dos melhores prefeitos para a educação que São Paulo já teve. Educação é fundamental para o respeito aos direitos humanos.



8 – Haddad foi o ministro que promoveu o acesso à universidade para estudantes mais humildes, através do Prouni – Programa Universidade para Todos. Em seis anos, o programa matriculou 1 milhão desses jovens e 265 mil já se formaram;



9 – Haddad apoiou e articulou a aprovação das cotas, para aumentar o acesso de pessoas negras e indígenas às universidades, de 4% em 1997 para 19,8% em 2011;



10 – Haddad implantará em São Paulo, com certeza, os programas federais que mudaram a cara do Brasil para melhor e que hoje são aprovados por 70% da população brasileira.



11 – Haddad vai continuar com as políticas boas da atual gestão e aprimorá-las em todos os sentidos.



12 – Haddad tem o aval de Marta Suplicy, que é sem sombra de dúvida a pessoa política no Brasil que nos defendeu desde quando não existia a sigla LGBT, quando não existiam as paradas, quando não existiam políticas públicas para as pessoas LGBT e quando existiam apenas cinco ONGs LGBT em todo o Brasil.



13 – E por último, Haddad tem um avalista que se chama Luiz Inácio Lula da Silva, esse nosso querido Lula. Esse retirante nordestino que chegou a ser Presidente da República e deu autoestima para nós brasileiros. Esse metalúrgico que tirou 40 milhões de pessoas da pobreza e que, por seus feitos no Brasil e no mundo, foi agraciado com 12 títulos de Doutor Honoris Causa de universidades renomadas no mundo todo.



Por isto e por muito mais, apoio Fernando Haddad 13 por uma São Paulo cosmopolita, laica, diversa, igualitária, solidária, moderna e contemporânea, sem discriminação e com todo respeito.



22 de outubro de 2012



* Presidente da ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais

Doutor em Educação, Mestre em Filosofia, Especialista em Sexualidade Humana e formado em Letras

-------------------------------------------


COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO



Sugiro também uma "ouvida" nesses dois podcasts publicados por Míriam Matinho, que são excelentes análises do que está acontecendo nas eleições para prefeito de São Paulo, 2012:


A encruzilhada de Serra ou os Conservadores precisam de um partido para chamar de seu.

http://www.contraocorodoscontentes.com.br/2012/10/a-encruzilhada-de-serra-ou-os.html


No meio do caminho tinha um kit gay. Tinha um kit gay no meio do caminho!

http://www.contraocorodoscontentes.com.br/2012/10/no-meio-do-caminho-tinha-um-kit-gay.html

Comentários