VEJA O TIME DE PALESTRANTES DO I CONGRESSO HUMANISTA SECULAR DO BRASIL


INSCREVA-SE AQUI

Palestrantes


Alex Castro

Mesa Redonda: Gênero

Alex Castro é escritor e blogueiro. Publica seus textos no blog "Liberal, Libertário, Libertino", no seusite pessoal e faz parte da equipe do "Papo de Homem". Autor do romance "Mulher de um Homem só", do livro de contos "Onde perdemos tudo" e das coleções de crônicas "Radical Rebelde Revolucionário" e "Liberal, Libertário, Libertino".



Livros de Alex Castro: http://alexcastro.com.br/livros/


André Tadeu de Oliveira

Mesa Redonda: Tolerância Religiosa

André Tadeu de Oliveira é graduado em Jornalismo e em Teologia. Mestrando em Ciências Sociais (Sociologia) na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC). Membro da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, é candidato ao ministério pastoral na referida denominação, exercendo seu estágio na Congregação do Jardim Santa Fé, em São Paulo-SP. Atuou como jornalista em alguns periódicos evangélicos do Brasil ( Revista Eclésia e Alvorada) e como professor em cursos livres de teologia. É autor do livro “Nazismo e Religião- Entre a Aliança e o Conflito”, publicado pela Editora Reflexão. Faz parte da equipe do Bule Voador na coluna Advocati Fidei.



Mais sobre André Tadeu:




Carlos Orsi

Mesa Redonda: Ceticismo

Carlos Orsi trabalha como jornalista desde 1989, tendo atuado em jornais, revistas e na internet. Ao longo de sua carreira, já desempenhou as funções de repórter e editor de política, editor de internacional, repórter detecnologia, repórter e editor de ciência, de saúde e de meio ambiente. Atualemnte possui umblog dedicado à divulgação científica e cética. Além de livros de ficção científica, publicou recentemente a obra "O Livro dos Milagres - a ciência por trás das curas pela fé, das relíquias sagradas e dos exorcismos" com o objetivo de facilitar o acesso do público às conclusões científicas acerca de eventos tidos como milagrosos, com explicações e contextualização.

Mais sobre Carlos Orsi:

Debora Diniz

Tema: Memórias do Cárcere Esquecido: Manicômios Judiciários no Brasil


Debora Diniz é professora da Universidade de Brasília e pesquisadora da Anis - Instituto de Bioética Direitos Humanos e Gênero. É representante do Research Project Review Panel (RP2) - Department of Reproductive Health and Research (RHR) da OMS. Desenvolve projetos de pesquisa sobre bioética, feminismo, direitos humanos e saúde. Possui 104 artigos publicados em periódicos científicos, 70 capítulos de livro, 8 livros, 14 livros organizados, 6 números temáticos de periódicos organizados, 148 artigos em jornais e revistas e 6 filmes.  Os filmes já foram exibidos em 136 festivais, em 27 países. Recebeu 81 prêmios por pesquisas e filmes, dentre eles o Educando para a Diversidade Sexual da GALE em 2010. Seu mais recente filme, A Casa dos Mortos, sobre manicômios judiciários, recebeu 25 prêmios e foi finalista para o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Debora é também membro emérita da Liga Humanista Secular do Brasil.

Mais sobre Debora Diniz: 
Lattes | Anis | Discurso na Câmara em novembro de 2011

Desidério Murcho

Tema: O Sentido da Vida na Perspectiva Racionalista


Desidério Murcho, filósofo português, doutor em filosofia pela King's College London, é professor da Universidade Federal de Ouro Preto desde 2007. É autor, co-autor e tradutor de várias obras, entre as quais Essencialismo Naturalizado: Aspectos da Metafísica da Modalidade (2002), O Lugar da Lógica na Filosofia (2003), Pensar Outra Vez: Filosofia, Valor e Verdade (2006), Filosofia em Directo(2011), Sete Ideias Filosóficas Que Toda a Gente Deveria Conhecer (2011) e Viver Para Quê? Ensaios sobre o sentido da vida (2008). É também editor-chefe da revista "Crítica" e famoso divulgador de filosofia na língua portuguesa.

Mais sobre Desidério Murcho:



Francisco Marshall

Tema: Ateísmo através dos tempos

Licenciado em história pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e doutor em História Social pela Universidade de São Paulo, Francisco Marshall realizou pós-doutorado na Princeton University como bolsista Capes-Fulbright, convidado de Peter Brown, e na Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg, como bolsista da Fundação Alexander von Humboldt. É professor associado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atuando no Depto. e PPG de História (IFCH) e no PPG de Artes Visuais (IA). Tem experiência nas áreas de história e de arqueologia clássica, história antiga e medieval, museologia, iconologia, estudos do imaginário e história da cultura. É responsável pelo Studio Clio, instituto de arte e humanismo, e foi recentemente nomeado membro correspondente da Academia Nacional de Ciências de Buenos Aires.

Mais sobre Francisco Marshall:
Studio Clio | Lattes | Entrevista



Francisco Salzano

Tema: De onde viemos, para onde vamos: o que a genética e a evolução podem dizer sobre a natureza humana?

Francisco Mauro Salzano é um dos maiores geneticistas do Brasil, com uma das carreiras mais produtivas na área. Doutor pela USP e pós-doutor pela Universidade de Michigan, é co-fundador do Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, centro de excelência científica onde leciona e pesquisa. É especialista em evolução e genética de populações humanas, tendo participado ativamente do desvendamento do padrão de migração e povoamento humanos nas Américas. Recebeu mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, além de títulos de doutor honoris causa em universidades estrangeiras. Possui mais de 450 artigos completos publicados em periódicos indexados internacionais, e mais de 100 artigos gerais e de divulgação científica. É membro da Academia Brasileira de Ciências e sócio de outras sociedades científicas brasileiras e estrangeiras.

Mais sobre Salzano: 
Lattes | ABC | Wikipédia

Horacio Dottori

Mesa Redonda: Ceticismo


Horacio Dottori, astrofísico, possui graduação em Astronomia pela Universidad Nacional de Cordoba (1969) , especialização em Astronomia pelo Max Planck Institut Fur Physik And Astrophysik (1971) , doutorado em Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1983) , pós-doutorado pelo Royal Greenwich Observatory (1988) , pós-doutorado pela Centre National de la Recherche Scientifique (1993) e pós-doutorado pela Ruhr Universitat Bochum (1995) . Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Consultor do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e Membro de corpo editorial da Revista Mexicana de Astronomía y Astrofísica.

Mais sobre Horacio Dottori:
UFRGS | Lattes 

Jorge Quillfeldt

Tema: Ciência e Humanismo

Jorge Quillfeldt é professor titular do Departamento de Biofísica do Instituto de Biociências da UFRGS. Licenciado em física, com mestrado e doutorado na área bioquímica/fisiologia é neurocientista e pesquisa os mecanismos neurobiológicos da memória em animais. Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Neurociências do ICBS, UFRGS, entre 2003 e 2005 e atualmente é secretário da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento - SBNeC. Militante ambientalista, atua junto a movimentos sociais urbanos e rurais. Na área de ensino, criou há 10 anos uma disciplina de "Exobiologia" que é a mais antiga em funcionamento numa Universidade Pública, dedicando-se também à popularização deste e outros temas multidisciplinares promovendo o ceticismo de base científica, sempre sob a óptica do pensamento crítico, humanista e secular. É membro fundador do Coletivo Ácido Cético e um dos criadores do programa de rádio / podcast Fronteiras da Ciência.

Mais sobre Jorge Quillfeldt:
Coletivo Ácido Cético | Fronteiras da Ciência | Lattes

Kentaro Mori

Mesa Redonda: Ceticismo

Kentaro Mori, blogueiro brasileiro criador e responsável pelo “Ceticismo Aberto“, site sobre ceticismo que possui mais de 53 milhões de acessos e quase 2.000 páginas de conteúdo, consultor do quadro “Detetive Virtual“ do programa semanal Fantástico, da rede Globo, autor de “100nexos“, vencedor do prêmio Anel de Blogs Científicos, “Ciência Geral, Política Científica e Tecnologia”, formado pela USP-Ribeirão Preto, autor do "Forgetomori", site em Inglês indicado por alguns dos maiores agregadores da rede, como BoingBoing, colunista colaborador do “Committee for Skeptical Inquiry” (CSICOP), editor e responsável pelo projeto gráfico da “Revista Terra Redonda”. É o criador do projeto HAAAN, rede de blogs de ceticismo que hospeda, entre outras, a página brasileira da campanha 10^23 de questionamento da eficácia da homeopatia.

Mais sobre Kentaro Mori:
Ceticismo Aberto | 100 Nexos | Entrevista no Programa do Jô | Coluna Dúvida Razoável

Mágico Kronnus

Mesa redonda: Ceticismo

Thiago Neves, bacharel em direito pela PUC-RS e pós-graduado pela Unisinos, deixou a área jurídica e hoje é conhecido como o Mágico Kronnus. Entusiasta das ciências ocultas, decidiu desvendar os segredos dos paranormais, místicos, feiticeiros, bruxas e videntes e se especializou na área mais obscura da magia: o mentalismo. Em sua constante busca pela verdade e batalha contra o obscurantismo acabou se tornando representante da JREF (James Randi Education Foundation) que busca o divulgar o pensamento científico, desmascarar falsos paranormais e alertar as pessoas contra as várias formas de charlatanismo.

Mais sobre Kronnus:

Marcia Cristina Barbosa

Mesa redonda: Gênero

Professora titular do Instituto de Física da UFRGS - Pesquisadora 1B do CNPq - Diretora do Instituto de Física da UFRGS - Vice-Presidente da International Union of Pure and Applied Physics. Doutorou-se em 1988 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Realizou pós-doutorado na University of Maryland, Boston University e Max-Planck Institute for Polymer Research. Trabalha em estudo de macromoléculas com interesse particular em água. Atua em questões de gênero em física.

 


Marcos Rolim

Tema: Desvio para o Cinza: Violência, Medo e Mídia

Marcos Rolim é jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e mestre em sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde realiza seu doutoramento. É professor da Cátedra de Direitos Humanos no Centro Universitário Metodista-IPA e atua como consultor em Segurança Pública e Direitos Humanos. Presta serviços para Prefeituras, órgãos públicos e ONGs, sendo consultor ad hoc da UNESCO, do PNUD, da UNICEF e do BID. Colabora com a Secretaria Especial de Direitos Humanos e com a Secretaria Nacional de Segurança Pública. É membro fundador do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e do Instituto Brasileiro de Justiça Restaurativa. É autor, entre outros, de "A Síndrome da Rainha Vermelha: policiamento e segurança pública no século XXI" (Zahar, 2006) e "Bullying, o pesadelo da escola" (Dom Quixote, 2010). É também cidadão emérito de Porto Alegre.
Mais sobre Marcos Rolim:
Página Pessoal | Lattes | Comentário em vídeo sobre violência nas escolas

Marcio Retamero

Mesa Redonda: Tolerância Religiosa

Marcio Retamero é pastor e gay assumido. Pastoreia duas comunidades de fé cristã: a Igreja Presbiteriana da Praia de  Botafogo (que não é ligada à nenhuma das denominações presbiterianas que existem no Brasil, mas uma comunidade independente, embora com muitos vínculos institucionais como o CONIC) e Igreja da Comunidade Metropolitana Betel do Rio de Janeiro, mais  conhecida como Comunidade Betel. Formado em História pela Universidade Federal Fluminense e na mesma Universidade, concluiu o Mestrado em História Moderna, pesquisando o pecado da sodomia (era como a Igreja de Roma chamava a homossexualidade na Idade Moderna) e a Inquisição. Esteve por um tempo em Portugal, no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, envolvido com centenas de documentos do Tribunal da Inquisição Portuguesa, que atuava em todo o Império. Atualmente é um dos colunista da coluna "Advocati Fidei" do Bule Voador.


Maria Berenice Dias

Tema: A lenta e gradual conquista de direitos de homoafetivos no Brasil


Maria Berenice, pós-graduada e mestre em Processo Civil pela PUC-RS, foi a primeira mulher a ingressar na magistratura gaúcha e representa diversas instituições, dentre elas o Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), onde ocupa o cargo de vice-presidente e a Comissão Especial da Diversidade Sexual do Conselho Federal da OAB, onde é presidenta. Além de ter cunhado o termo homoafetividade, Maria Berenice lidera diversos movimentos nacionais em prol da diversidade sexual. Criou o JusMulher, serviço voluntário de atendimento jurídico e psicológico à mulheres carentes, fundou o Jornal Mulher, veículo exclusivamente voltado às questões de gênero, e ocupa a 37ª Cadeira da Academia Literária Feminina do RS. Foi a única gaúcha indicada pelo Projeto “1.000 Mulheres para o Prêmio Nobel da Paz 2005". Foi a embaixatriz do Brasil na I Conferência Internacional dos Direitos Humanos LGBT (Montreal, Canadá) e integra a Câmara Técnica Comunitária do Observatório do Programa Brasil sem Homofobia. Recebeu o prêmio Direitos Humanos 2009, categoria “Garantia dos Direitos da População LGBT". É autora de vários livros, dentre eles “Manual de Direito das Famílias” (8ª ed.), "A Lei Maria da Penha na Justiça" (2ª ed.), “União Homoafetiva - O Preconceito e a Justiça” (4ª ed.) e “Homoafetividade: o que diz a Justiça!”. Participa de 67 obras coletivas e tem mais de duas centenas de artigos publicados em jornais e em revistas especializadas.

Mais sobre Maria Berenice Dias:

Marina Reidel

Tema: Minha experiência, como professora transgênero, de ensino de ética no lugar do ensino religioso

Marina Reidel é professora de artes e ética de um colégio público de Porto Alegre (RS) e mestranda em educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Marina é transexual e trabalha como professora há 20 anos. Ela dá aulas de ética para tratar de direitos humanos e respeito às diversidades, tendo substituído a disciplina de ensino religioso pela de ética e cidadania, passando a tratar da homofobia, do preconceito contra negros, das questões de gênero.


Renato Zamora Flores

Tema: Palmada Não Educa: A Ciência da Deseducação pela Violência

Renato Zamora Flores, médico; mestre e doutor em Genética e Biologia Molecular pelo Departamento de Genética da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atualmente é professor da mesma instituição e funcionário da Escola Superior do Ministério Público. Especialista em violência, tem trabalhado há muitos anos com atendimento ambulatorial de vítimas de abuso físico e sexual. É um conhecido divulgador do ceticismo, e tem criticado diversos autores de pseudociência popular e praticantes de terapias sem fundamento científico na mídia. Renato também tem interesse em direitos animais e coordena um projeto de resgate e adoção de cães de rua no Campus do Vale da UFRGS. Pesquisa e leciona também sobre darwinismo neural e algoritmos mentais.

Mais sobre Renato Zamora Flores:
Lattes | UFRGS | Coletivo Ácido Cético



Willian de Ayrá

Mesa Redonda: Tolerância Religiosa


William de Ayrá, conhecido por todos como Mestre Obashanan, iniciado de Mestre Arhapiagha há 22 anos. A trajetória do sacerdote nas religiões Afrobrasileiras começou na sua infância, aos 7 anos de idade. Como escritor, foi responsável pela criação da primeira revista de Umbanda e do primeiro jornal de Alabês do Brasil. É fundador da Ayom Records. Graças ao projeto da gravadora, o templo da Estrela Verde detém o maior acervo de música de terreiro do Brasil, numa pesquisa exaustiva de resgate histórico da memória da música brasileira de raiz. Autor dos livros "Cultura Umbandística" e "Do Movimento á Convergência", com mais cinco títulos no prelo e inúmeros projetos sociais e de arte, Mestre Obashanan é um dos últimos Sacerdotes-Músicos (Alagbês) do Orixá Ayan.






Esta página será constantemente atualizada com novos nomes e eventuais alterações até a data do evento.


Mantenha-se atualizado acessando a página de palestrantes no site do prórpio CHS2012 aqui

Comentários