Líder da Exodus reafirma que "Cura Gay" não existe

Allan Chambers, líder da Exodus International

Traduzido e adaptado por Sergio Viula para o blog Fora do Armário, com informações da revista The Advocate, via William Righni.



Alan Chambers, o carismático líder da Exodus International, tem feito manchetes esse ano, dizendo aos repórteres que NÃO MAIS acredita em terapia reparativa para gays. “Eu não acredito que cura seja uma palavra realmente aplicável a qualquer luta, homossexualidade incluída," disse Chambers, que é casado com um mulher. “Alguém abrir um consultório e dizer: "Eu posso curar a homossexualidade" - é tão bizarro para mim quanto alguém dizer que pode curar qualquer outra tentação comum ou luta que qualquer um enfrente no Planeta Terra.”

"Se eu penso que pessoas vivendo uma vida cristã estarão no céu comigo?" - pergunta retoricametne. "Penso. Se eles têm um relacionamento com Deus." Chambers diz que os cristãos devem voltar-se da "mudança" para a "aceitação" porque a cura gay não funciona e os gays que acreditam em Deus podem conhecê-lo tão intimamente quanto qualquer pessoa heterossexual.

Leia mais sobre o movimento "ex-gay" AQUI.

Comentários