Casamento Igualitário no programa Na Moral, de Pedro Bial (Assista Aqui)


A polêmica do beijo gay jamais dado na ficção (lembram da novela América?) não chega nem perto do ousado casamento lésbico real no programa Na Moral, de Pedro Bial. É certo que o primeiro beijo 'gay' da TV brasileira em novela foi, na verdade um beijo lésbico exibido pelo SBT. Esse foi um beijo cinematográfico! 

De qualquer modo, ainda falta o beijo entre dois homens nas mesmas proporções. ;)

Sobre esse tema, vale reconhecer também a MTV, cujo programa "Beija Sapo" apresentou vários episódios gays e lésbicos, nos quais os casais se beijavam pra valer no final do programa. Apesar de ter sido em TV fechada, o programa também contribuiu para desmitificar o amor entre pessoas do mesmo sexo, tratando-o nas mesmas bases do amor entre pessoas de sexo diferente. 

Entretanto, é a Rede Globo que passa à história da TV brasileira como tendo sido a emissora que teve a ousadia e o privilégio de exibir o primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo, feito através de união civil documentada em cartório, com direito a uma breve cerimônia, com beijinho na boca e dança. Essa união poderá ser convertida em casamento pleno em breve, mas já confere ao casal a maioria dos direitos que um casamento garante.

O programa também aproveitou para discutir o tema com um juiz (contrário) e com uma juíza (favorável), além de participantes do movimento gay, de dois pastores de uma igreja inclusiva, e da incomparável Glória Pires, que deu um show de cidadania e sensibilidade. 

Bial também mencionou a homofobia e crimes resultantes da mesma, mandando um recado para os portadores e promotores desse ódio. 

No final, o programa foi encerrado ao som de "Abra Suas Asas", imortalizado por As Frenéticas na trilha sonora da novela Dancing Days.

Parabéns à Rede Globo pelo bom gosto do programa. Sem dúvida, o melhor da série desde que Na Moral foi lançado.

E O RECADO FICA AÍ:

Casamento é direito humano básico. Impedir que lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, transgêneros e intersexo 
(LGBTI) tenham esse direito efetivado é violar um Direito Humano.

***************
VEJA AQUI O PROGRAMA COMPLETO:

Comentários