A Assustadora Cruzada Cristã Contra os Gays


Chris Hedges: 
A Cruzada da Direita Cristã Contra os Gays é Muito Mais Assustadora Do Que Você Pensa

O dinheiro disponível à direita crista está solidificando instituições – de universidades da ala direita a concessões de mídia – que propagam a cultura do ódio.

Tradução: Sergio Viula para o blog Fora do Armário



A sentença de Dharun Ravi por abuso movido por ódio que possivelmente levou seu colega de quarto na Rutgers, Tyler Clementi, a cometer suicídio, ou a aceitação pública de Barack Obama do casamento gay, impede que muitos de nós vejamos que a vida para gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros está piorando – e muito.

Ninguém entende isso melhor que o ativista gay e pastor Mel White. White, juntamente com seu marido e parceiro de 30 anos, Gary Nixon fundaram a Soulforce, uma organização comprometida a usar resistência não-violenta para acabar com a opressão com base religiosa. White e centenas de voluntários da Soulforce protestam do lado de fora de mega igrejas que pregam ódio e preconceito em nome da religião. White viaja para comunidades onde jovens gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros cometeram suicídio. Ele realiza cultos memoriais na intenção deles em frente às portas das igrejas. White também acusa os pastores dessas igrejas de assassinato. Seus livros “Stranger at the Gate” (Estranho no Portão) “To Be Gay and Christian in America” (Ser Gay e Cristão na América) e “Holy Terror: Lies the Christian Right Tell Us to Deny Gay Equality” (Terror Santo: Mentiras que a Direita Cristã nos Conta para Negar a Igualdade Gay), são dois dos mais importantes trabalhos que examinam a crueldade inata e o proto-fascismo da direita cristã. White, mais do que talvez qualquer outro pregador no país, tem tirado homens e mulheres jovens do precipício do desespero, ou seja, de sucumbir ao destino trágico de Tyler Clementi. E White está assustado.

“Que tipo de ambiente cria um Dharun Ravi que levaria a praticar aquele tipo de bullying, bem como uma criança como Tyler a se tornar uma vítima dele?” – perguntou White quando eu o contactei por telefone em sua casa em Long Beach, Calif. “É a sociedade,e no coração dela é a igreja. As igrejas deveriam ser condenadas, não apenas Ravi. Ele é apenas uma extensão do ódio que as pessoas sentem contra essa ameaça, a ameaça gay. O Papa Bento XVI deveria ser julgado. Richard Land dos Batistas do Sul deveria ser julgado. Líderes religiosos, protestantes e católicos, deveriam ser julgados. Eles fizeram isso acontecer, mas muito poucos americanos fazem essa conexão.” 

White aplaude o presidente Obama por tomar uma posição pessoal a favor da igualdade no casamento. Mas ele também destaca que o discurso do presidente foi acompanhado por uma reiteração de que os estados têm o direito de determinar suas próprias políticas para com o casamento.

Apesar dos ganhos conquistados pelos gays na cultura mais ampla, especialmente na indústria do entretenimento, e apesar do banimento do “não pergunte, não diga”, os direitos civis de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros na maioria dos estados estão deteriorando, disse White.

A cultura de ódio alimenta as frustações e sentimentos de traição entre os empobrecidos, desempregados, subempregados e desesperados. E quanto mais tempo a expansão da crescente classe baixa for ignorada, quanto  mais tempo nos recusarmos a definir o que está acontecendo em  nosso estado corporativo como uma viciosa luta de classes, mais a cultura de ódio vai se espalhar. A minguante cultura de tolerância está confinada agora principalmente a membros brancos, urbanos, com nível universitário e da classe media, porque esse grupo se recusa a envolver-se na luta de classes, e despercebidamente endossa o deslocamento econômico que está fortalecendo uma potencial cultura do ódio.

“Os progressistas deveriam se mudar para fora de Nova York imediatamente”, White continua. “Pessoas gays deveriam evacuar as maiores cidades para ver como é a vida para gays em áreas rurais. Os centros urbanos para a comunidade gay estão isolados demais da realidade mais ampla. Muitos nestas comunidades [urbanas] parecem não se preocupar com a realidade. As pessoas gays podem sobreviver, infelizmente, sem prestar atenção à realidade, especialmente se forem brancos e do sexo masculino. Se você é homem e branco, você geralmente pode passar.”

--------------------------------

COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

O fenômeno é semelhante no Brasil, onde as igrejas fundamentalistas se inspiram no fundamentalismo católico e protestante dos EUA.  A diferença é que aqui, ao invés de prevalecer o suicídio, prevalece o homicídio. Por isso, precisamos urgentemente da aprovação da lei anti-homofobia, associada a uma pedagogia da inclusão que celebre a diversidade sexual e combata o ódio.

Casos de suicídio de adolescentes e jovens americanos destacados aqui no blog Fora do Armário:







Tom Bridegroom: O chocante caso de um jovem casal gay (Shane e Tom) que, a despeito da distância da cidade natal de um deles, também foi alvo de uma tragédia motivada por preconceito e discriminação: http://www.foradoarmario.net/2012/07/homens-que-amam-homens-uma-historia.html



***************************

Texto Original (May 29, 2012): The Christian Right's Crusade Against Gays Is Far Scarier Than You Think: AQUI.

**************************

CONHEÇA UMA HISTÓRIA QUE NÃO ACABOU EM SUICÍDIO, MAS EM SUPERAÇÃO. PODERIA TER SIDO MAIS UM ÓBITO CAUSADO POR HOMOFOBIA OU POR AUTO-HOMOFOBIA, MAS PARA O DESESPERO DOS PROMOTORES DO ÓDIO, ELE VIVEU PARA SUPERAR E CONTAR:

Na minha loja do Facebook: EM BUSCA DE MIM MESMO

Na Livraria Cultura: EM BUSCA DE MIM MESMO


Comentários