AllOut: Insatisfação da população LGBT com a divulgação de livros de Silas Malafaia na Avon-Brasil ganhou proporções internacionais agora



AVON: SUPPORTING ANTI-GAY EXTREMISTS?


Silas Malafaia: Self-proclaimed "Public Enemy #1 of the gay movement" in Brazil
Help us reach our goal of 75,000 signatures






April 17, 2012

Avon, one of the largest cosmetic companies in the world, sells makeup to millions of customers in Brazil. They also sell books - including books by Silas Malafaia, an evangelical firebrand who recently told the New York Times that he's “public enemy number one of the gay movement in Brazil.”

In Brazil these kinds of threats are no joke. In recent years the country has seen a huge spike in hate crimes against gays, lesbians and trans people, making it one of the deadliest places in the world to live openly and love who you choose.

Malafaia was recently called out by the Brazilian government for inciting violence against gays. That's why it's such a shock to see him promoted by Avon - the same company whose U.S. branch just received a prestigious “Best Place to Work for LGBT Equality” designation by the Human Rights Campaign.

Tell Avon's brand new CEO, Sherilyn S. McCoy, that her company's positive image worldwide is at serious risk for supporting hatemongers like Malafaia. Sign now, and All Out members in NYC will deliver your signatures directly to Avon headquarters.
Sign it here: http://www.allout.org/en/actions/avon

TRADUÇÃO PARA QUEM AINDA TENHA ALGUMA DÚVIDA QUANTO AO SIGNIFICADO DA CARTA EM INGLÊS:
Silas Malafaia: Auto-proclamado "Inimigo Público número 1 do movimento gay" no Brasil
Ajude-nos a alcançar nosso alvo de 75,000 assinaturas


17 de abril de 2012

Avon, uma das maiores empresas de cosméticos no mundo, vende maquiagem para milhões de consumidores no Brasil. Ela também vende livros - incluindo livros de Silas Malafaia, um evangélico incendiário que recentemente disse ao The New York Times que  é "o inimigo público número um do movimento gay no Brasil.”

No Brasil, esse tipo de ameaça não é brincadeira. No últimos anos, o país tem visto um aumento alarmante de crimes contra gays, lésbicas e pessoas trans, tornando-o um dos lugares mais fatais do mundo para quem vive abertamente e ama a quem quer amar.

Malafaia foi recentemente convocado pelo governo brasileiro por incentivar violência contra gays. Por isso, é um choque enorme vê-lo promovido pela Avon - a mesma companhia cuja filial americana recebeu o prestigioso "Melhor Lugar para se Trabalhar pela Igualdade LGBT", designado pela Campanha por Direitos Humanos (Human Rights Campaign).

Digam ao CEO da marca Avon, Sherilyn S. McCoy, que a imagem positiva da companhia, em nível mundial, está correndo sério risco por apoiar promotores de ódio como Malafaia. Assinem agora, e os membros da  All Out, na cidade de Nova York, entregarão suas assinaturas diretamente ao escritório central da Avon.
Assine aqui:  (please, All Out staff, issue the link to the Portuguese version here)  
 http://www.allout.org/en/actions/avon





Leia EM BUSCA DE MIM MESMO. 

Veja AQUI.



Comentários