Especial: Conheça histórias de mulheres e homens que adotaram

Fonte: Yahoo

Toni Reis e David Ian Harrad. (Foto: AP)Ser pais também era o sonho do casal Toni Reis e David Ian Harrad. Sonho que o professor Toni e o tradutor David começaram a realizar com a guarda de um menino de onze anos. Mas no caso deles, um casal gay, o preconceito e a intolerância puseram muitos obstáculos. 

Quem conta é Toni: "Depois de passarmos rigorosamente por todos os trâmites legais, um juiz disse que poderíamos adotar, com a condição que fosse uma menina e com mais de dez anos. Recorremos dessa decisão, porque achamos discriminatório. Nós, como todos os habilitados a adotar, temos direito a escolher um filho ou filha de zero a dezoito anos."

Por fim, uma juíza do Rio de Janeiro determinou que eles podiam adotar qualquer criança ou adolescente do sexo feminino ou masculino. Agora faz seis meses que eles moram, em Curitiba, com o filho carioca de 11 anos. Toni e David estão radiantes e mandam o recado: "Estamos realizando um sonho e um direito. Nosso filho terá o amor e a segurança de dois pais."

Comentários