Dilma dá nova demonstração de homofobia

Fonte: Diário da Wikipedista




VEJA esse ABSURDO da PresidentAAA




BRASÍLIA - O Ministério da Saúde determinou ao Programa de Aids, da própria pasta, que retirasse da internet o vídeo institucional com filme com cenas de uma relação homossexual entre dois homens, que seria exibida para a campanha do Carnaval. Nas imagens, dois rapazes são apresentados numa boate, trocam carícias e são alertados por uma fada a usarem preservativo.


O filme, segundo material de divulgação do Programa de Aids do Ministério da Saúde, deveria ser exibido em TV e na internet. Estava disponível no site do programa desde sexta-feira, mas foi retirado do ar. O ministério informou na quarta-feira que o vídeo não deveria ter sido divulgado na internet e que será exibido apenas em espaços fechados frequentados por homossexuais. O vídeo oficial, com logotipo do Ministério da Saúde, está sendo distribuído nas redes sociais.

Entidades e movimentos questionam a não exibição do filme na TV aberta.

Trecho do release do programa de Aids sobre a exibição deste filme, de outros, em TV:

"Os filmes a serem transmitidos pela TV e internet apresentam situações em que os públicos-alvo da campanha – homens gays jovens e um casal heterossexual – encontram-se prestes a ter relações sexuais sem camisinha. Em ambos os filmes, surgem personagens fantasiosos – uma fadinha, no caso do filme do casal gay, e um siri, no do casal heterossexual – com uma camisinha."


----------------

COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

Quem a presidente Dilma pensa que é para vetar uma propaganda que visa sensibilizar as pessoas gays sobre o risco de AIDS? Que tipo de ditadora moralista é essa senhora? Existem propagandas focadas em heterossexuais, transexuais, bissexuais, etc., e a presidentAAA vem vetar uma propaganda absolutamente inocente como essa? 

Minha gente, está ficando impossível não ver, em Dona Dillma, má-vontade, antipatia e outras atitudes impróprias para uma presidentAAA, que deveria estar governando para todos, visando o bem-estar social e econômico dos cidadãos desse país, indiscriminadamente. 


É sabido que tanto o bem-estar social como o econômico passam pelas questões ligadas à saúde e à felicidade dos indivíduos, coisas tão interligadas que fica difícil dizer quem vem primeiro - o ovo ou a galinha.

Está na hora dos cidadãos LGBT tomarem nota de todos esses disparates que Dilma vem colecionando, pois em épocas de eleições tais coisas não podem ser esquecidas.

Dilma, chega de homofobia, de moralismo baseado em fundamentalismo religioso, de distanciamento da realidade. Acorda, Dilma! São mais de 300 pessoas LGBT assassinadas durante o teu governo. São NOVE anos de mandatos presidenciais executados por  PTistas (Lula e você), mas nenhum esforço para agilizar a aprovação da lei anti-homofobia e do casamento entre pessoas do mesmo sexo no Legislativo. Nenhum esforço real para educar sem homofobia. Pelo contrário, presidentAAA, foi a senhora mesma que mandou engavetar o Projeto Escola sem Homofobia, que já havia sido aprovado pelo MEC e diversas organizações de projeção mundial, inclusive ligadas à ONU. Agora, a senhora vem com esse veto a uma propaganda veiculada pelo Ministério da Saúde... Crie juízo, presidentAAA, porque eu e milhares, talvez milhões, de outras pessoas LGBTH (H de heterossexuais) já percebemos a falácia de suas promessas de campanha e de seu discurso inaugural quanto aos Direitos Humanos, dos quais os direitos dos humanos LGBT fazem parte, inexoravelmente.


Muda, Presidenta!!!


Convocação aos brasileiros conscientes: Se ela não mudar, mudemos nós, mas de presidente nas próximas eleições.  

Comentários

  1. Sergio, você leu a matéria completa feita pelo jornal O Globo, a qual postou e 'linkou' neste blog?

    Onde está escrito o nome de Dilma nela? O que a presidenta tem a ver numa campanha feita pelo Ministério da Saúde?

    Desonestidade e sensacionalismo barato. Uma pena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo, obrigado pelo comentário, apesar de demonstrar desconhecimento do funcionamento do poder executivo. O Ministério da Saúde é um braço da presidência.

      Agora, eu é que te pergunto: você leu meu comentário todo? Você tem acompanhado o desenrolar dos fatos que eu citei lá? Você realmente acha que a Dilma está isenta de sua parcela de culpa por omissão? Veja que ela tem o cargo mais poderoso do país.

      Então, gato, desonestidade (consigo mesmo) parece ser a sua. E se você acha que a desgraça social que muitos LGBT vivem hoje em função de atos homofóbicos ignorados propositalmente pelo governo federal é sensacionalismo, então, discutir isso será como pedir para você sentir cheiro pela TV: perda de tempo.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.