Cuba estuda autorização para liberar cirurgias de mudança de sexo para estrangeiros


Noiva transsexual Wendy Iriepa, esquerda, e seu noivo Ignacio Estrada deixam a cerimônia em Havana em 13 de agosto (aniversário de Fidel) no primeiro casamamento transexual realizado em Cuba.

Fonte das fotos: Internet

Desde 2008, o governo cubano aprovou, por resolução ministerial, a autorização para a realização das cirurgias de mudança de sexo. Nos últimos três anos, foram realizadas 15 cirurgias


O governo do presidente de Cuba, Raúl Castro, estuda a possibilidade de liberar a realização de cirurgias para estrangeiros que queiram mudar de sexo. A informação é da diretora do Centro Nacional de Educação Sexual, Mariela Castro, que é filha de Raúl. Até o final do ano, o Parlamento cubano vai votar a legalização da união civil de pessoas do mesmo sexo.

Mariela Castro disse ainda que a legislação cubana já permite que as cirurgias de mudança de sexo sejam feitas em cubanos residentes no país. Mas, segundo ela, o Centro Nacional de Educação Sexual têm recebido muitos pedidos de estrangeiros.

Desde 2008, o governo cubano aprovou, por resolução ministerial, a autorização para a realização das cirurgias de mudança de sexo. Nos últimos três anos, foram realizadas 15 cirurgias. "Por enquanto, não fazemos esse tratamento a estrangeiros", disse Mariela Castro. "[Mas] no futuro [isso poderá ser possível]."

Fonte: De Administradores com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Comentários