Nigéria prestes a institucionalizar a homofobia. Aja agora mesmo!




Para o President Goodluck Jonathan, 

Meu nome é Ifeanyi Orazulike, e eu não sou ilegal. 

Como cidadão nigeriano, e também como defensor dos direitos humanos e de saúde pública, eu exijo que o Sr. pare imediatamente com qualquer possibilidade deste projeto de lei preconceituoso e terrível ser aprovado, projeto este que é contra os direitos humanos, contra o tratamento e prevenção do HIV/AIDs, que o Senado do seu país acabou de votar a favor. 

Se este projeto de lei for pra frente na Nigéria, o país vai se posicionar claramente como uma nação anti democrática, em um momento que o próprio país enfrenta graves questões internas e externas relacionadas à ameaças anti-democráticas. 

Os possíveis impactos deste projeto, considerando também as recentes modificações que nele foram feitas ( para pior!) afetarão diretamente a longa luta do trabalho de promoção e defesa dos direitos humanos, tratamento de pessoas portadoras do vírus HIV e claramente enterra, profundamente, os princípios da democracia no país. 

Como guardião eleito para os direitos humanos de toda a nação nigeriana, eu, urgentemente, peço que o Sr respeite a diversidade em nossa democracia, e se recuse a assinar este projeto de lei. 

Respeitosamente, 

Ifeanyi Kelly Orazulike 
Diretor, Centro International de Advocacy - Direito à saúde. (ICARH). 



-----------------------------------


Car@ amig@,

Eu acabei de me juntar a este apelo urgente, pelos direitos humanos na Nigéria. O Senado Nigeriano aprovou um projeto de lei que torna crime - e com pena de até 14 anos - qualquer atividade relacionada ao tema LGBT, seja participar ou trabalhar em uma organização, ir a um bar gay, demonstrar estar em uma relação com uma pessoa do mesmo sexo e também casar-se com alguém do mesmo sexo.

Você foi convidad@ para um casamento gay ou para qualquer outro tipo de celebração de relacionamento gay? Na Nigéria você pode ser preso por isso, por “testemunhar ou ajudar" qualquer um destes eventos.

O Presidente Nigeriano Goodluck Jonathan - que disse que quer melhorar o acesso a serviços de saúde e educação no país - é quem pode pisar no freio deste projeto de lei, se recusando a assiná-lo. Esta carta, que o ativista nigeriano Ifeanyi Orazulike escreveu para o presidente, por meio de palavras fortes exige que o presidente não transforme este projeto em lei, evitando desta forma que a Nigéria seja parte de um grupo de países antidemocráticos.

Ifeanyi está querendo dar uma mensagem. Você gastaria 1 minuto ajudando-o a fazer isso?

www.allout.org/pt/nigeria

Comentários

  1. But many fear freedom... Let's encourage people to live out their freedom. ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe suas impressões sobre este post aqui. Fique à vontade para dizer o que pensar. Todos os comentários serão lidos, respondidos e publicados, exceto quando estimularem preconceito ou fizerem pouco caso do sofrimento humano.