Contra as clínicas de 'cura' de homossexuais no Equador. Participe!

Queridos leitores e visitantes deste blog, participem dessa campanha contra a homofobia institucionalizada no Equador. Assine esse abaixo-assinado eletrônico da All Out. 

Eu já assinei. E depois de assinar, recebi esse e-mail. Fiquei SURPRESO quando vi que um dos links que eles citam como fonte contra a farsa das 'terapias' anti-gays é a entrevista que dei a revista Época em novembro de 2004. Está lá embaixo entre os links das fontes. Fico feliz de que ainda hoje essa entrevista sirva para combater o preconceito.

Participe dessa campa mais do que justa e urgente.

Abraço a todos e todas!
Sergio Viula


Equador: As curas que matam. Feche as  "clínicas" que torturam pessoas LGBT.
Ajude a gente dar energia a esta campanha através da suas redes sociais?

 
Car@ Sergio, 
Em apenas 3 dias, mais de 50 mil membros da All Out exigiram que o presidente do Equador fechasse as clínicas ilegais que estão cometendo abusos físicos e psicológicos para “curar ” jovens gays. A pressão está surtindo efeito e o governo do Equador acabou de concordar em ter uma audiência com os líderes e ativistas do movimento LGBT e dos Direitos das Mulheres, para discutir justamente como desativar essas clínicas tão perigosas.
Em parceria com a Change.org e com a CREDO, conseguimos que milhares de pessoas exigissem o fim destas clínicas, mas ainda faltam 20 mil assinaturas para chegarmos a 250 mil, antes da audiência como o governo. Mais do que nunca, cada voz conta, e precisamos urgentemente da sua ajuda para apoiar os nossos parceiros no Equador.
Obrigado por ter apoiado a All Out! Agora, para dar aquele empurrão final, ajude a nossa campanha compartilhando esta mensagem no Facebook e no Twitter!

Compartilhe no Facebook

Mande sobre Twitter 
Obrigado de novo por ir All Out!


***

11 de novembro

Car@ Sergio, 
O mundo está finalmente abrindo os olhos para uma situação horripilante no Equador, onde a população LGBT e grupos de direitos das mulheres estão denunciando há muitos meses a existência de clínicas ilegais no Equador, que estão mantendo em cativeiros mulheres para serem estupradas, torturadas, violentadas e privadas de água e comida, pelas mãos dos chamados "profissionais de saúde ou cuidadores".
O porquê disso? Para curá-las da " doença" que é ser lésbica.
Enquanto o Governo do Equador mostrou ter fechado mais de 30 clínicas nos últimos meses, ativistas afirmam que ainda há mais de 200 clínicas como estas em todo o país, mantendo em cárcere privado centenas de mulheres contra a sua vontade. Muitas pessoas, a maioria mulheres, ainda estão correndo risco.

Por isso a sua voz conta, e muito. Assine aqui e nós vamos entregar esta carta diretamente ao Presidente do Equador, assim como o Presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, exigindo que estas clínicas ilegais sejam fechadas de uma vez por todas. Se o Presidente Correa, um líder que construiu a rua reputação com base em ideais progressistas, souber que existe uma comunidade internacional que está de olho no Equador, ele tomará uma providência.
Estas clínicas que "curam os gays" ainda existem em várias partes do mundo, apesar de não terem nenhum reconhecimento por parte da comunidade psiquiátrica e associações médicas internacionais, tendo estas inclusive afirmado que as clínicas podem prejudicar a saúde das pessoas. Há algumas semanas atrás, uma jovem no Equador disse à imprensa que ficou presa em uma das clínicas por muitos meses, sendo abusada sexualmente e com seguranças jogando água e urinando sobre o seu corpo. Finalmente, com a ajuda da sua mãe, ela foi libertada.
Muitos pais e mães forçam jovens a um regime de "quarentena" nestas perigosas clinicas, mas o fato é que : elas são ilegais. O Equador recentemente aprovou uma constituição progressista que apóia os direitos dos gays, incluindo, uniões civis entre pessoas do mesmo sexo. O país também possui leis robustas para punir a violência contra as mulheres. Mas mesmo com as penalidades previstas em seus códigos, essas perigosas clínicas ainda se mantém.
Ativistas no Equador e os seus parceiros na Change.org tem enviado petições ao Ministro da Saúde para fechar estas clínicas. Mas a responsabilidade para tomar alguma providência também é daquele que foi eleito por meio do voto para que se mantivesse o estado de direito no país - O Presidente Rafael Correa. Assine esta carta urgente ao Presidente Equatoriano, e nós vamos entregá-la diretamente à ele, junto com os nossos parceiros no Equador, exigindo que essas clínicas ilegais sejam fechadas de uma vez por todas! O Presidente Correa precisa saber que a pressão internacional sobre este assunto é notória e crescente, e ignorar o que está acontecendo em seu país não irá resolver o atual problema.
Tudo de bom e sempre, All Out,
Andre, Emmy, Erika, Flavia, Guillaume, Jeremy, Joseph, Nita, Oli, Tile, Wesley and the rest of the team at All Out

FONTES:
Lesbians Escape From Ecuador's “Ex-Gay” Torture Centers (Inglês)
www.advocate.com/News/Daily_News/2011/10/07/Lesbians_Escape_From_Ecuadors_ExGay_Torture_Centers/
En Ecuador, gays denuncian clínicas para cambiar su orientación sexual (Espanhol)
m.eltiempo.com/mundo/latinoamerica/gays-denuncian-clnicas-ilegales-para-cambiar-su-orientacin-sexual/8424560
Comitê denuncia clínicas anti-homossexualidade no Equador
http://act.allout.org/go/556?akid=371.59886.lqFLqT&t=11
Sergio Viula, um dos criadores do grupo que defende a “cura” da homossexualidade, se assume como gay e diz que tratamento é uma farsa
www.revistaepoca.globo.com/Epoca/0,6993,EPT868192-1664-1,00.html

A All Out está colocando em contato muita gente de cada canto do planeta e todas as identidades – lésbicas, gays heteros, transgêneros e tudo no meio e além – para construir um mundo em que cada um viva livremente e seja aceito pelo que é.
Nosso endereço é:
Purpose Foundation
224 Centre St
New York, NY 10013
Copyright © 2011 AllOut.org, All rights reserved.

Comentários