Scott Anderson, primeiro pastor presbiteriano assumidamente gay ordenado finalmente este sábado, 08 de outubro de 2011


O Rev. Scott Anderson dá a benção sacerdotal ao final da cerimônia de sua ordenação em Madison, Wisconsin no sábdo, 8 de outubro de 2011. Anderson é o prmeiro pastor abertamente gay a ser ordenado ao Ministério da Igreja Presbiteriana (USA), a maior denominação presbiteriana do mundo. Foto: Wisconsin State Journal/Craig Schreiner / AP



Adaptado do texto de
DINESH RAMDE, Associated Press

Sunday, October 9, 2011


Ele deixou seu ministério presbiteriano na Califórnia há mais de 20 anos dizendo a sua congregação que era gay, mas foi recebido de volta na liderança da igreja como seu primeiro ministro gay ordenado.


Com a voz embargada de emoção, aos 56 anos, Anderson disse a centenas de amigos e apoiadores do Covenant Presbyterian Church em Madison, Wisconsin, que nunca imaginou que sua ordenação fosse ser efetivada de fato.
"Aos milhares de Presbiterianos que oraram e trabalharam por quase 40 anos por esse dia, meus agradecimentos", disse Anderson. "E agradeço àqueles que discordam do que estamos fazendo hoje, mas reconhecem que somos um em Jesus Cristo."

Quando ele foi apresentado à multidão, as pessoas no auditório lhe deram uma retumbante ovação e começaram a comentar alegremente.


"Isso é muit atípico para os Presbiterianos" - disse Doug Poland, um ancião da Covenant Presbyterian Church ao Wisconsin State Journal. "Geralmente, nossas mãos ficam sobre as pernas."


Anderson foi enfiado no armário quando servia como ministro em Sacramento, Califórnia, de 1983 a 1990. Quando um casal ameaçou revelar sua orientação sexual, ele assumiu diante de sua congregação e desligou-se do ministério, porque a Igreja Presbiteriana  (EUA) impedia que homossexuais servissem como ministros.
Mas as coisas mudaram ano passado quando a assembléia nacional da igreja votou a favor da remoção da proibição, abrindo caminho para a ordenação de Anderson.

Anderson escolheu o Rev. Mark Achtemeier de Dubuque, Iowa, para pregar o sermão de Sábado. Achtemeier costumava ser um dos mais barulhentos oponentes à ordenação de homossexuais, mas anunciou uma mudança completa depois que sua amizade com cristãos gays o levou a reavaliar ensinos escriturísticos sober a homossexualidade.


Ele disse à congregação presente no sábado que espera que o ministério de Anderson traga "boas novas que sarem" para todos aqueles que se sentiram lançados no "ostracismo e alienados" da igreja - reportou o  State Journal.

----------------
COMENTÁRIO DESTE BLOGUEIRO

Parabéns à Igreja Presbiteriana (EUA)! Ela só vai ganhar com isso. Tomara que as brasileiras tirem disso lições positivas e inclusivas!

Comentários