Mães pela Igualdade: Assine e participe desse movimento contra a homofobia

Equality Moms at Rio Pride Parade


Assine

Do Congresso Brasileiro a Parada Gay no Rio de Janeiro, as " Mães pela Igualdade " estão sendo ouvidas.

Agora elas estão prontas para o horário nobre! Assine a carta a Fantástico, pedindo que entrevistam essas mulheres corajosas


Há duas semanas, a All Out apresentou a você um novo grupo, as Mães pela Igualdade: dezenas de mulheres que expressam o seu amor pelos seus filhos e filhas lésbicas, gays, transexuais ou travestis. Essas mães trazem consigo uma simples mensagem: "a igualdade é um valor familiar" - e levaram a sua voz ao Congresso Brasileiro e também à XVI Parada do Orgulho LGBT do Rio de Janeiro, no último dia 09 de outubro, sendo ouvidas por milhares de pessoas em poucos dias.

Essas mesmas mães também avisam que isto não basta.Com as notícias frequentes de pessoas LGBT no Brasil que sofrem com a violência, a intolerância e o ódio, nossas Mães pela Igualdade precisam ir além.

O programa Fantástico, exibido pela TV Globo aos domingos, é um dos de maior audiência no Brasil. Se conseguirmos que as Mães pela Igualdade sejam entrevistadas neste programa, entraremos nas casas de milhões de famílias! Você ajudaria as Mães pela Igualdade , assinando uma carta ao produtor Executivo do Fantástico, Luis Nascimento, na qual pedimos que dedique uma reportagem a estas mães tão corajosas?

Se pudermos mostrar que milhares de telespectadores irão sintonizar no Fantástico para assistir a essas Mães, iremos ao ar!

www.allout.org/pt/maespelaigualdade_fantastico

Acompanhando as notícias no Brasil é fácil deduzir que a vida da população LGBT se resume a morte e destruição – e de fato existem números alarmantes de crimes de ódio e intolerância em todo o país. Mas existe também outro lado da história: famílias, pais e mães que se juntam para falar em nome de seus filhos e filhas. Há mães que perderam suas crianças por conta de crimes de ódio e outras que lutam para protegê-los. O que elas têm em comum? Todas as mães amam seus filhos e filhas incondicionalmente, desejando nada menos que as mesmas oportunidades na vida.

Sabemos que estas histórias tem o poder de mudar mentalidades e tocar corações. Eleonora Pereira, cujo testemunho mostramos há alguns dias, foi entrevistada recentemente pela mídia brasileira. Seu filho mais novo foi assassinado em um crime de ódio no ano passado. Agora, sua cidade natal, Recife, dedicou um dia à igualdade LGBT, exatamente quando se completa um ano da morte do filho de Eleonora.

E é por isso que estamos pedindo ao Fantástico que dê uma chance a estas Mães de serem ouvidas em escala nacional, para contar suas histórias a nada menos do que milhões de brasileiros e brasileiras! São histórias que mostram o amor que sentem por seus filhos ou que mostram o medo que ronda suas vidas, quando os filhos e filhas não chegam em casa, ou se ausentam até tarde da noite.

Histórias como as de Eleonora e de centenas de mães em casos similares são uma poderosa arma para introduzir uma mudança cultural fundamental no Brasil e reforçar o compromisso político para impedir a ocorrência de crimes de ódio, bem como o agravamento da crise que se apresenta.

E agora? Você tomaria um minuto do seu tempo para pedir ao Fantástico que não perca uma das maiores histórias de 2011?

www.allout.org/pt/maespelaigualdade_fantastico

Ao final da caminhada com suas colegas Mães pela Igualdade na primeira Parada do Orgulho LGBT de sua vida, Mirna Gonçalves declarou: "Depois de participar da XVI Parada de Copacabana em 2011 e de compartilhar tanta ALEGRIA, a pergunta que me faço é: por que há tanta violência contra pessoas tão amáveis? Meu recado às Mães como eu é: não deixemos que maltratem às nossas crianças!" A voz de Mirna e das demais mães guerreiras precisam ser ouvidas.

Agradecemos por nos ajudar a romper o silêncio,

Andre, Erika, Flavia, Guillaume, Jandira, Jeremy, Joseph, Nita, Oli, Prerna Tile, Wesley eo resto da equipe de All Out


PS: Se você é uma “Mãe pela Igualdade” no Brasil ou conhece alguma outra Mãe que queira participar desta poderosa campanha, entre em contato com a gente: maes@allout.org. Os Pais também são bem-vindos!

Comentários